8 sinais na sua boca e o que eles dizem sobre sua saúde

Alguns problemas que parecem comuns em nossa saúde bucal podem ser sinais de alerta para outras doenças
Por Redação
(Thinkstock/Arte iTodas)
(Thinkstock/Arte iTodas)

Feridinhas nos lábios, aftas ou até mesmo a língua branca são alguns dos sinais que a boca dá de que algo não vai bem. E embora estes sintomas às vezes estejam relacionados à má higiene, eles também podem significar problemas de saúde.

Leia também:
9 comidinhas que livram sua boca do mau hálito, cáries e mais 
Sua dieta está te deixando com mau hálito se você faz essas 3 coisas comuns 
Bela Gil diz que escova dentes com cúrcuma ao invés de pasta. Afinal, funciona? 

A dentista especialista em implantodontia, ortodontia e odontologia estética, Dra. Maria Luiza dos Santos, ajuda a identificar e esclarecer o que significam os diferentes sinais que surgem na saúde bucal. No entanto, ela alerta que quem vai saber diferenciar o que quer dizer cada sinal é um profissional. “O dentista vai descartar as coisas relacionadas à boca e o que restar vai mandar para o médico analisar”.

Gengiva sangrando

Na maioria dos casos, não se trata de nada muito grave. Pode ser apenas um machucado provocado pela escova de dentes ou por um alimento duro. Mas há a possibilidade de que esse seja um sinal de diabetes, uma vez que a doença traz problemas de coagulação e, assim, é comum haver sangramentos. Próteses dentárias mal adaptadas ou até mesmo lesões cancerígenas também podem estar por trás disso.

Feridas nos lábios

Algumas feridinhas na boca podem ser sinal de que a imunidade está baixa

As famosas feridinhas nos lábios podem ser, muitas vezes, sinal de que o sistema imunológico está deficiente, de acordo com a especialista. Dra. Maria Luiza explica que geralmente esses sinais podem indicar herpes, que é desencadeado quando a imunidade está baixa, se a pessoa tomou muito sol, se há a falta de Vitamina C, se dorme mal, está estressado ou comendo mal. “A gente tem que conversar com o paciente para saber como apareceu. O herpes forma bolhinhas, fica avermelhado, arde e incomoda”, explica.

Dentes desgastados e doloridos

A dentista explica que é comum alguns pacientes descarregarem o estresse emocional nos dentes e para isso existe um tratamento associado, com o dentista e o acompanhamento de um psicólogo, porque o problema é de fundo emocional.

E em muitas vezes o problema pode pode ser neurológico. A especialista relata que uma de suas pacientes tinha uma dor no dente, mas após os exames descobriu que ele estava saudável. “Encaminhei para o neurologista e foi detectada depressão do sistema nervoso central. A paciente foi medicada e a dor passou. A boca dá um sinal de que você tem um outro tipo de problema”. 

Boca seca

A dentista explica que a boca seca significa que existe algum problema na glândula salivar. É preciso levar o problema ao profissional para analisar se algum tipo de tratamento que o paciente está sendo submetido pode ser o causador da boca seca.

“Remédios para emagrecer causam ressecamento da mucosa. São mais de 400 medicamentos que podem causar a hiposalivação. Exemplos disso são os alérgicos, calmantes, antidepressivos e diuréticos. Além disso, o estresse também pode agravar essa secura”.

Língua branca

Segundo a dentista, o estresse pode aumentar a saburra e isso deixa a língua branca

A dentista ressalta que quando a higienização bucal não é feita da forma correta vai existir a saburra, composta de bactérias, células da mucosa e restos de alimentos. No entanto, o estresse pode aumentar a produção de mucina, responsável pela viscosidade e aderência da saliva.

“O estresse pode aumentar a saburra e isso deixa a língua branca. De qualquer forma, se a língua for escovada, isso tende a melhorar”. A profissional ainda indica que a língua branca pode significar uma deficiência de ferro ou de biotina.

Mau hálito

Quem tem problemas como apneia do sono e doença de goma (periodontite), que deixa as gengivas inflamadas e sangrando, o mau hálito pode aparecer constantemente. “Toda vez que a quantidade de saliva diminui aumentam as bactérias. Porém, em 99% dos casos se a língua for bem escovada, a pessoa não vai ter mau hálito, porque assim diminuem as bactérias”, explica Dra. Maria Luiza.

Aftas

Fatores como a diabetes, o estresse emocional, a deficiência de alguns nutrientes e até as mudanças hormonais podem estar por trás das aftas

As aftas geralmente estão ligadas aos alimentos ácidos, que podem desequilibrar o pH da boca. Mas alguns fatores como a diabetes, o estresse emocional, a deficiência de ferro, vitamina B12 e ácido fólico podem ser os responsáveis pelo problema. Além disso, no período menstrual as aftas também podem aparecer, devido às mudanças hormonais.

“Às vezes se a pessoa tem alergia a alimentos ácidos a afta pode surgir. Os bebês têm mais mais aftas porque são mais sensíveis e não têm tanta destreza quanto os adultos. As próteses mal adaptadas também podem causar o problema, além da boca seca em si, e o cigarro”, pontua.

Língua muito avermelhada

A dentista afirma que se a língua estiver mais avermelhada e inchada pode significar falta das Vitaminas E, B2, B3, B12 e do ácido fólico. A língua avermelhada ou amarelo-esbranquiçada, com aspecto pastoso, também pode ser sinal de candidíase. “Esses sinais são mais comuns em recém-nascidos, em quem tem próteses removíveis ou problemas imunológicos”, exemplifica.

Matérias Recomendadas