4 efeitos ruins de cortar o glúten e os carboidratos da dieta

Algumas dietas restringem o consumo de grupos alimentares e, embora pareça uma alternativa saudável, esta opção pode fazer mal para a saúde
Por Redação
(Thinkstock)
(Thinkstock)

Fazer dieta muitas vezes significa limitar a alimentação, cortar alguns itens do cardápio e focar em comidas mais leves. Apesar de parecerem saudáveis, essas ações podem ser prejudiciais para o organismo, uma vez que alguns regimes restringem totalmente o consumo de alguns nutrientes importantes para o corpo.

Leia também:
Contar caloria e comer só proteína são maiores erros da dieta 
Como cortar carboidratos pode ser uma tragédia para você 
Cortar carboidrato e malhar faz mal? Atriz aposta na técnica e médica comenta 

Segundo o endocrinologista Dr. Marcello Delano Bronstein, vitaminas e minerais importantes para o funcionamento do corpo são encontrados nos alimentos fonte de carboidrato e as dietas com restrição podem gerar carências nutricionais. Para entender melhor a questão, o médico aponta o que acontece no seu organismo quando o carboidrato e o glúten, por exemplo, são cortados da alimentação. 

Dores de cabeça, estresse e irritabilidade - Os carboidratos são a principal fonte de energia. Segundo o Ministério da Saúde, é preciso ingerir entre 50% e 60% do nutriente por dia. Isso significa que de tudo o que se come, ao menos metade tem de ser fonte de carboidrato. Como resultado à restrição do carboidrato aparecem o estresse, as dores de cabeça, a irritabilidade, além da lentidão do raciocínio.Perda de alguns benefícios - Se os carboidratos forem consumidos de maneira adequada e equilibrada, ele promove uma série de benefícios, como: o aumento da performance; fornecimento de vitaminas, minerais e fibras; deixa o metabolismo do corpo em harmonia pode prevenir até doenças como obesidade.Não necessariamente emagrece mais - Segundo o endocrinologista, não existem publicações e evidências científicas que comprovam que tirar o glúten do cardápio emagrece as pessoas que não possuem doença celíaca (intolerância ao glúten) ou livres da sensibilidade.Não é exatamente menos calórico - O médico ressalta que as dietas glúten-free não são necessariamente hipocalóricas (pouco calóricas), pois alguns produtos sem glúten realmente têm maior valor calórico do que seus equivalentes que possuem o nutriente.

Matérias Recomendadas