null: nullpx
Coronavírus-Mulher

Coronavírus: clientes de cinco bancos poderão pedir prorrogação de dívidas

Publicado 18 Mar 2020 – 05:25 PM EDT | Atualizado 18 Mar 2020 – 05:25 PM EDT
Reações
Compartilhar

O novo coronavírus não mexeu só com a saúde dos brasileiros. Por conta do isolamento da população e fechamento de vários setores do comércio, a economia do país também perdeu movimento e, por isso, os cinco principais bancos do Brasil permitirão que os clientes peçam prorrogação de suas dívidas, informa a Agência Brasil. Entenda.

Bancos permitem que clientes prorroguem dívidas

Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou a renegociação de dívidas com o objetivo de amenizar os efeitos negativos do coronavírus na economia do país.

Pessoas físicas ou micro e pequenos empresários podem pedir prorrogação do vencimento de suas dívidas, mas a medida não vale para cheque especial e cartão de crédito.

Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander aderiram a medida e farão prorrogação das dívidas para contratos vigentes em dia e limitados aos valores já utilizados.

O conselho facilitou a renegociação para empresas e famílias que possuem boa capacidade financeira e mantêm operações regulares e adimplentes ativas.

A medida não exigem que os bancos aumentem o provisionamento (reserva de valor), que seria separar um dinheiro como garantia no caso de repactuação, renegociação de dívidas, que sejam realizadas nos próximos seis meses.

Ao optar por adiar o prazo de vencimento das contas, é preciso ficar atento se não haverá acúmulo de prestações, passados os 60 dias e também verificar se isso não acarretará na alteração da pontuação de crédito no cliente.

Como o coronavírus altera a rotina dos brasileiros

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse