null: nullpx
amor-Mulher

25 histórias muito inspiradoras que farão você recuperar a fé na humanidade

Publicado 14 Jun 2019 – 08:42 AM EDT | Atualizado 14 Jun 2019 – 04:02 PM EDT
Reações
Compartilhar

Não tem jeito: a quantidade de acontecimentos trágicos e notícias revoltantes com as quais temos nos deparado faz com que o sentimento de tristeza seja generalizado. Mas é importante que, enquanto nos mantemos alertas, também olhemos para a beleza da vida – e ela existe nos mais diferentes atos.

Seja nas atitudes heroicas, em pequenas gentilezas ou em felizes coincidências, algumas histórias reais são um verdadeiro alento. Listamos 25 histórias que vão te fazer recuperar a fé na humanidade.

Melhores histórias inspiradoras

#1 Pai cria boneca para a filha

O vendedor Paulo Victor sentiu na pele a falta de representatividade nos brinquedos ao receber um pedido da filha, Nathaly: "Pai, me compra uma boneca com cabelo cacheado?". Sem dinheiro para dar o que a pequena queria, ele transformou a boneca que ela já tinha e, com ajuda da esposa, colou os cabelos. O projeto especial foi arrematado ainda com um turbante.

“Agora ela parece comigo”, agradeceu Nathaly. Para o pai foi muito gratificante ver a felicidade da filha ao se reconhecer na boneca. "Faço de tudo pra empoderar minha filha. Representatividade é tudo para nossos pequenos negros", disse.

#2 Homem adota 4 crianças com diferentes limitações

Aos 21 anos, o inglês Benjamin Carpenter tinha um sonho bem diferente de outros jovens de sua idade: queria ser pai. Assim, começou uma empreitada na busca por crianças que precisassem ser adotadas e, hoje, é pai de quatro filhos adotivos, todos eles com um tipo diferente de deficiência.

Benjamin trabalhava cuidando de pessoas com necessidades especiais e queria ser mais do que um pai. "Com meu conhecimento, eu poderia oferecer um cuidado a mais. Nunca foi sobre estar biologicamente ligado. Ser pai mesmo significa dar amor, estabilidade, respeito e dignidade", declarou.

#3 Empresa dá curso de alfabetização a funcionários

Ao identificar que boa parte dos funcionários da limpeza não sabia ler, uma empresa paulistana decidiu investir na alfabetização. “Quando questionei por que eles não preenchiam nossos relatórios, descobri que não sabiam escrever, mas não contavam por medo de perder o emprego”, disse a Community Manager da We Work, Nataly Bonato.

Após entrar em contato com parceiros, Bonato encontrou uma pedagoga para dar aulas durante o período de trabalho. Ao final do ciclo de aulas, os funcionários tiveram direito a uma emocionante formatura.

#4 Alunos fazem vaquinha para ajudar professor

O professor Bruno Paiva não recebia seu salário há dois meses - chegou a dormir algumas noites na escola por falta de dinheiro para as despesas básicas neste período, até que foi surpreendido por uma rifa que os alunos fizeram para ajudá-lo.

Os adolescentes arrecadaram R$ 400 e prepararam uma surpresa emocionante: eles escreveram alguns recados, colocaram em cima das carteiras e pediram que o professor lesse cada um em voz alta. Quando chegou em sua mesa, não conteve as lágrimas ao se deparar com o dinheiro.

#5 Amor de irmãos: a história de Mikey e Jake

O casal inglês Jessica e Michael começou a tentar engravidar do segundo filho quando o primogênito, Mikey, com apenas três anos, pediu incessantemente por um irmãozinho. Após muita dificuldade para engravidar e a perda traumática de um bebê, Jessica finalmente conseguiu realizar o sonho.

O bebê nasceu muito prematuro, correndo sérios riscos, mas contou com um guardião especial: Mikey não queria sair do lado do irmão e se emocionou ao segurá-lo pela primeira vez. “É como se eles tivessem nascido para estar juntos”, comentou a mãe.

#6 Cadeirante realiza sonho de abraçar noiva em casamento

Hugo e Cinthia se conheceram pela internet e o romance foi parar no altar. Hugo, no entanto, tinha um grande sonho para a ocasião: ficar em pé para abraçar sua noiva. Antes de conhecê-la, ele sofreu um acidente que o deixou paraplégico, mas graças à ajuda dos amigos, realizou o sonho no dia de seu casamento.

Os amigos posicionaram o noivo entre as cadeiras de seu pai e irmão, amarrando as pernas de Hugo às deles. Com ajuda dos convidados, os três ficaram em pé e os recém-casados puderam dar o tão sonhado abraço.

#7 Como tratar sua namorada na TPM

Gabriel dos Santos teve uma ideia muito simples e certeira para ajudar a amenizar a TPM da namorada, Nathália Colombo. Ao notar que a menina estava monossilábica no WhatsApp, ele insistiu para saber qual era o problema, até que ela respondeu: “Tô carente”.

A resposta mágica veio em formato de pergunta: “Quer ir no McDonald’s hoje?”, respondeu Gabriel. Ele compartilhou fotos do momento na internet e viralizou com a legenda “como tratar sua namorada na TPM”.

#8 Bebês com síndrome de Down estrelam lindos ensaios

Fazer ensaios com bebês com síndrome de Down foi a forma que o fotógrafo Roni Sanches encontrou para chamar a atenção para a inclusão social. Das clássicas fotos de bebês dormindo a coleções temáticas, cada foto tem detalhes muito fofos, em cenários adaptados para o conforto e a segurança das crianças.

Além do resultado inesquecível para as famílias, o fotógrafo também não conteve a emoção. "Amor é quando aceitamos nosso filho com todas as suas características. É lindo poder registrar a união das famílias no acolhimento dos bebês. Família é onde mora o amor”, contou Roni.

#9 Pai "amamenta" filha após mulher ser internada

Quando a pequena Rosalía nasceu, sua mãe, April Neubauer, ficou impossibilitada de amamentá-la por conta de complicações de saúde no fim da gestação. Por isso, foi o pai, Maxamillian, quem precisou alimentar a filha.

No hospital, a enfermeira colocou um protetor de plástico no mamilo de Maxamilliam ligado a uma seringa com leite. Assim, além da alimentação, April foi amparada com o conforto e temperatura do corpo do pai. “Sinto uma ligação especial com minha filha devido a esse primeiro contato”, disse o pai.

#10 Garoto cria cadeira de rodas para gata

Ao conhecer uma família de gatinhos e notar que uma delas não andava, o menino João Daniel Corazza ficou angustiado e pensou em uma solução: construir uma espécie de cadeira de rodas para ela. Para isso, fez uma verdadeira engenharia com seus brinquedos. E o projeto deu certo!

A mãe de João, Rogéria Corazza, contou em postagem no Facebook, que a gatinha estava na casa de um vizinho e vê-la sem poder brincar com os outros animais deixou o filho desolado. “Ele voltou para casa e começou a ter ideias de como ajudar”, escreveu a mãe.

#11 Internauta cria Netflix personalizada para criança autista

Na página da Walt Disney no Facebook, Fernanda Torres fez um apelo em nome do filho, Miguel: o menino é autista e costumava assistir a “Procurando Nemo” todos os dias na Netflix, até que animação foi retirada da plataforma e desencadeou crises nele. O relato chegou ao analista Rodrigo Lima, que decidiu ajudar a resolver o problema.

Ele criou um DVD que simulava a aparência da Netflix e assim Miguel pôde manter a rotina – fator muito característico do autismo. "Ele ficou vidrado como se não acreditasse no que estava vendo. Depois se abaixou e pegou um caderno pra escrever Nemo", contou Fernanda.

#12 Casal brasileiro adota cãozinho em viagem

Durante viagem à Argentina, Priscilla Duarte e Paulo Henrique pararam para acariciar um cãozinho na rua – foi o bastante para que a conexão fosse feita. A paixão foi imediata, mas ao se informarem no local, o veterinário disse que era melhor desistirem de tentar levar o animal para o Brasil.

Eles, claro, não desistiram. O processo levou mais de três meses, até que uma empresa se sensibilizou com a história e decidiu mandar o buscar o bichinho de carro, em uma viagem do Rio de Janeiro até Buenos Aires. É muito amor ou não é?

#13 O MELHOR bebê do Carnaval

Ter filhos não significa deixar a diversão de lado. O casal Júlia Maturana e Diogo Modena Rios provaram isso ao improvisar uma estrutura supercriativa para levar o bebê de 11 meses para pular Carnaval pela primeira vez.

Quando seu bebê ganha um berço elétrico para curtir o carnaval!!! 😱😍 #melhorpapai #atraçãodocarnaval #pedroama

Posted by Júlia Maturana on Sunday, February 4, 2018

Bastou um berço, rodinhas e placas de proteção com a frase "berço elétrico" para compor a fantasia. "Com o berço elétrico conseguimos levar tudo que ele precisava para trocas de fraldas e de roupas, alimentação, protetor solar", contou a empresária. O vídeo prova que ele se divertiu MESMO.

#14 Ela tem autismo e namorado ajuda a aliviar crises

Diagnosticada com autismo, a estudante de medicina Gabriella Dias lida com crises e limitações causadas pelo transtorno, mas conta com um grande companheiro para ajudá-la. O namorado Marco Antonio Guimarães não só compreende o modo diferente como a namorada enxerga o mundo, como a ajuda a superar momentos difíceis.

“Quando tenho crise, eu peço para ele me colocar embaixo do chuveiro gelado, me apertar com muita força ou até deitar em cima de mim e, às vezes, eu não quero que ele me toque. E ele lida muito bem, me respeita, me entende e, principalmente, não deixa de ficar do meu lado por causa disso”, explicou Gabriella.

#15 Fotos que criam memórias hilárias e cheias de amor

Todo bom pai quer que as memórias de infância dos filhos sejam as melhores. Para isso, o americano Sholom Ber Solomon aposta na criatividade e faz fotos muito divertidas com sua pequena Zoe para publicar em sua conta do Instagram (@sbsolly).

É a mãe, Carli, quem tira as fotos em cenários e fantasias hilárias. Agora, Zoe e Sholom viraram grandes parceiros e, além dos registros serem engraçadíssimos, têm um propósito fofo: deixar mais divertida a vida de quem segue as publicações na rede social e, futuramente, a de Zoe.

#16 Cãozinho ajuda dona a enfrentar depressão

Enfrentar uma crise de pânico nunca é fácil, mas passar por tudo isso sozinha pode ser ainda mais desesperador. A nutricionista Nathalie Abud viveu essa angústia até descobrir ajuda em seu cãozinho, o Chocolate. Ficar sozinha em casa, por exemplo, era muito difícil, mas a chegada dele mudou tudo.

“A primeira coisa que o Chocolate fez foi deitar na minha cama. Senti como se ele dissesse que eu não precisava mais ter medo de dormir, porque ele estava ali”, revelou Nathalie. Quanto mais conviviam, mais as crises amenizavam. “O Chocolate me devolveu tudo. A alegria, pensamentos positivos, a tranquilidade. Se eu voltei a ser quem eu era, ele é o responsável”, disse.

#17 A história de amor por trás da tatuagem “NEOQUEAV”

“Nunca Esqueça O Quanto eu Amo Você” ou “NEOQEAV” vem de uma já antiga história de casal, mas ganhou um novo significado na tatuagem da paulista Rafaela Tulino. "Meu pai era motorista de ônibus, sempre viajando, mas as mensagens 'NEOQEAV' sempre estavam presente. Ele mandava para minha mãe, que mostrava para mim", explica.

Para eternizar essa lembrança, Rafaela tatuou a sigla exatamente do jeito que seu pai escrevia "NEOQUEAV" e não como a história original, que não inclui o U.

#18 Noiva homenageia pai em casamento

A caminhada ao lado do pai até o altar é um momento especial para muitas noivas. Por isso, a contadora Nágela Smider, que perdeu o pai antes de se casar, emocionou a todos ao encontrar uma maneira linda de homenageá-lo no dia da união com o marido.

Conforme ela andava até o altar, a surpresa ia se revelando aos poucos e a palavra “pai” se formava no véu. “Na hora da minha entrada, eu sabia que, de onde quer que ele estivesse, estaria sentindo um imenso orgulho de mim", declarou a Nágela.

#19 Menininho doa cabelo para crianças com câncer

O pequeno João Paulo de Sá Pavani, de dez anos, é prova de que uma criança pode fazer a diferença no mundo. O menino passou dois anos sem cortar o cabelo, com objetivo de doar a crianças com câncer. Depois do corte, iniciou todo o processo novamente e incentivou a família a fazer o mesmo.

“Não foi fácil, na escola eu era chamado de menininha, mas valeu a pena”, disse João, que mesmo assim, seguiu com seu propósito. A atitude da família dele possibilitou a confecção de várias perucas destinadas ao Hospital Ibiapaba CEBAMS, em Barbacena (MG), que é referência do SUS em Oncologia.

#20 Neta homenageia avó com tatuagem cheia de significado

Um bilhete deixado pela avó Maria Helena a Lumiá Almeida e perdido em uma bolsa durante mais de 15 anos se tornou uma linda homenagem da jovem após a partida dela. Para eternizar a relação de amor e carinho entre as duas, Lumiá fez uma tatuagem usando a caligrafia escrita por Maria Helena no pedaço de papel.

Quando criança, Lumiá escreveu uma pequena mensagem amorosa: "Eu amo minha avó Maria Helena". A avó respondeu ao recadinho no mesmo pedaço de papel: "Obrigada. Eu te amo mais do que possas imaginar". Este último trecho foi então escolhido por Lumiá para fazer a tatuagem, reproduzindo a caligrafia de Maria.

#21 Gravidez “inesperada” mudou vida de família

Renata Lucena se planejou para ter duas gestações e filhos com pouca diferença de idade e, por isso, engravidou duas vezes em um curto intervalo. Na primeira, veio Rafinha; na segunda, uma surpresa: eram trigêmeos. A felicidade, então, se misturou com a preocupação de lidar com três novos bebês ao mesmo tempo.

"Fiquei um mês sem dormir direito”, disse. Ao ouvir os coraçõezinhos de Laura, Beatriz e Fernando batendo, o amor superou tudo. "Juntos somos mais fortes", disse Renata.

#22 A doença que se transformou em um grande amor

A história de amor de Emily e Cameron começou de um jeito peculiar: eles se conheceram pequenos, em um hospital, enquanto tratavam uma doença que afetava ambos. Um reencontro rolou 11 anos depois, por causa do mesmo problema e a história parece de filme: eles se apaixonaram.

Após o casamento, mais uma tensão: Emily engravidou e ficou preocupada que a filha sofresse da doença dos pais, mas não aconteceu e o bebê nasceu completamente saudável. O problema deixou cicatrizes em Emily, levando-a a pensar que ninguém iria querê-la, mas passou a gostar do "defeito": graças a ele, vieram os grandes amores de sua vida: Cameron e a filha.

#23 Problema na gravidez fez mãe rever seus conceitos

Ao engravidar de gêmeas, Raquel descobriu que uma delas nasceria com uma doença, não especificada nos exames. "Passei a gravidez deprimida, só chorava. Tinha medo que Luiza tivesse alguma doença mortal", disse a mãe. Quando a garotinha nasceu veio o diagnóstico: síndrome de Down.

"Quando as gêmeas nasceram, vi que Luiza era perfeita e comecei a chorar. Foi um alívio. Fiquei muito feliz, cheia de amor", revelou Raquel. Daquele dia em diante, mudou o conceito de perfeição: para ela, a síndrome não era nada perto de qualquer doença grave e mortal que a filha poderia ter.

#24 Policiais salvam vida de bebê

Dois policiais comoveram a internet ao aparecerem em vídeo salvando a vida de um bebê engasgado. Além do trabalho de ressuscitação, as imagens mostram a sensibilidade dos PMs Renato Taroco e Robson Thiago de Souza no cuidado com a frágil criança.

PAIS INVADEM BATALHÃO COM RECÉM-NASCIDO DESFALECIDO NOS BRAÇOS, ENTÃO PMs O FAZEM VOLTAR À VIDA, CONVERTENDO DESESPERO...

Posted by Polícia Militar do Estado de São Paulo on Tuesday, April 16, 2019

“Quando vimos a situação do bebê e o desespero dos pais, não pensamos em mais nada e fizemos o que tinha de ser feito. Foi emocionante quando percebemos que a criança voltou à vida”, contou Taroco ao G1.

#25 Aos 90, avô realiza sonho de entrar na faculdade

Apaixonado por desenhos desde sempre, Carlos Augusto Manço realizou, aos 90 anos, o sonho de estudar arquitetura e urbanismo. Sem condições financeiras antes, ele nunca desistiu de tentar entrar na faculdade.

O Centro Universitário Barão de Mauá se dispôs a ajudar: "Logo que a neta Isabella nos procurou, fizemos o possível para criar uma grade semestral um pouco menor e preparamos nossos docentes para recebê-lo. O Carlos é um aluno dedicado e interessado nas aulas", declarou a coordenadora do curso, Flavia Olaia.

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse