Afrodisíacos naturais indicados por ginecologista: aumentam lubrificação e desejo

por | set 6, 2016 | Comportamento

Há quem acredite que afrodisíacos não funcionam de nada, mas essas plantas e vitaminas têm, sim, seu valor. Em geral, elas atuam regulando os hormônios sexuais, aumentando a testosterona – hormônio que está superligado ao desejo sexual – e intensificando a circulação sanguínea na região íntima, o que facilita a lubrificação, o desejo sexual, a ereção e o aumento do clitóris na hora do sexo.

O benefício é tão verdadeiro que até os médicos aprovam – e recomendam – o uso. Conversamos com a ginecologista Maria Elisa Noriler, que contou quais são realmente capazes de dar aquela força para a libido.

9 afrodisíacos para aumentar a libido 

Tribulus terrestris 

A tribulus terrestris é uma erva daninha, comum em regiões quentes, famosa por sua ação afrodisíaca. A ginecologista Maria Elisa Noriler explica que ela atua de três maneiras diferentes:

  • Através do aumento da circulação sanguínea na região do útero, do ovário e da vagina, causando uma chegada maior de hormônios na região. Como consequências, haverá uma lubrificação mais intensa e mais excitação. A irrigação sanguínea também é importante para que o homem consiga uma boa ereção e que a mulher tenha o entumescimento do clitóris, sensação muito relacionada ao tesão;
  • Aumenta a produção de testosterona, hormônio sexual diretamente relacionado ao desejo sexual e que, de quebra, facilita o ganho de massa magra;
  • Estabiliza a oscilação dos hormônios progesterona e estradiol, um tipo de estrogênio. Por isso, a erva costuma ser aliada também para amenizar sintomas da TPM e da menopausa.

A planta pode ser consumida através de fórmulas produzidas por farmácia de manipulação, ou mesmo em fitoterápicos que já vêm prontos, mas é importante conversar com seu médico antes de tomar.

Maca peruana 

A maca peruana é um tubérculo originário da região dos Andes que lembra um rabanete. Ela ficou famosa por auxiliar o emagrecimento, uma vez que é rica em fibras e dá saciedade. Mas outra vantagem, segundo a ginecologista, é a melhora da libido: “Junto com a tribulus e a catuaba, está entre os melhores fitoterápicos para libido”.

Sua ação é parecida com a tribulus: melhora significativamente a circulação periférica, tanto que quem consome sente também a memória mais afiada, pois ela dá um gás na microcirculação sanguínea cerebral. Também otimiza os níveis de testosterona e regula progesterona e estradiol.

Uma opção é consumir o vegetal, mas também é possível tomar as cápsulas, que são mais fáceis de achar e trazem o princípio ativo concentrado.

Catuaba 

Completando o trio de afrodisíacos mais poderosos, a catuaba (a planta, não a bebida) eleva os níveis de testosterona e aumenta a irrigação sanguínea na genitália, tanto masculina quanto feminina. No homem, esse aumento de fluxo sanguíneo é importante para a ereção, enquanto nas mulheres ele causa o entumescimento clitoriano, muito ligado à sensação de desejo sexual.

A catuaba pode ser consumida manipulada em cápsulas, em pó ou em chás da casca. A bebida contém quantidades mínimas da planta e não atua sobre a libido.

Vitamina E e vitamina C 

shutterstock

Essas vitaminas fazem parte da cadeia bioquímica da produção dos hormônios sexuais estradiol, progesterona, testosterona. Além disso, eles são antioxidantes, o que quer dizer que eles também ajudam a manter os hormônios circulantes por mais tempo antes que sejam degradados pelos radicais livres.

A vitamina E está presente nos óleos vegetais, no gérmen de trigo, nas nozes e nos vegetais de folhas verdes. Já a vitamina C faz parte de frutas cítricas como o limão, a laranja e a acerola. Não se esqueça de consumi-los.

Marapuama 

Maria Elisa Noriler explica que a marapuama é uma planta amazônica parecida com a catuaba, que pode ser encontrada sob a forma de folhas secas ou casca em lojas de produtos naturais. Sua ação também é sobre a circulação, que se torna mais intensa, facilitando a excitação e a lubrificação.

Manjericão e alecrim 

Não são apenas os aromas dessas duas plantas que são estimulantes, o consumo também pode dar uma baita excitação. A especialista explica que eles aumentam a circulação sanguínea na região íntima masculina e feminina, favorecendo a excitação, a lubrificação e a ereção.

Mel 

shutterstock

Por ser rico em vitaminas do complexo B, o mel estimula a produção de testosterona. Além disso, o alimento é super nutritivo e pode ser um bom substituto ocasional para o açúcar. Mas lembre-se que ele é calórico e pode elevar a glicemia, por isso, consuma com moderação. 

Descubra: O que acontece no seu corpo quando você come um alimento afrodisíaco?