Débora Nascimento quebra tabu ao falar sobre sua menstruação: cor, cheiro, sexo

por | set 24, 2019 | Comportamento

Ainda que as mulheres estejam cada vez mais determinadas a não deixar que padrões ditados pela sociedade as prendam, falar sobre alguns assuntos ainda é um tabu para muitas – e um deles é a menstruação, tópico que a atriz Débora Nascimento recentemente abordou de forma esclarecedora e com uma naturalidade que inspira.

Débora Nascimento inspira ao falar de menstruação

Em um papo com a também atriz Camila Pitanga no programa “Superbonita” (GNT), a atriz foi questionada sobre sua primeira menstruação e relembrou o que ela e outras meninas sentiam na época. “Tinha aquela expectativa de ‘quando eu ficar menstruada, vou me desenvolver, o peito vai crescer, vou chamar a atenção? Vai poder fazer educação física?’”, disse Débora.

Quando de fato menstruou pela primeira vez, porém, ela não teve uma relação tão boa com a situação. “Eu sempre fui muito tímida, então vivia com moletom amarrado, mesmo no calor, vivia com alguma coisa amarrada na cintura. Quando meu corpo foi se transformando, tinha aquele incômodo de eu não conseguir passar despercebida”, relembrou.

A atriz contou também que, na época, não pôde tirar dúvidas com a mãe. “Eu não tinha tanto diálogo com a minha mãe, do que usar, de como tratar, de apresentação do absorvente… Eu fui experimentando na vida, trocando com algumas amigas”, disse, lembrando também de como costumava ter medo – assim como muitas mulheres – dos absorventes internos.

“O absorvente interno sempre foi um tabu para mim quando eu era adolescente. Tinha medo daquele negócio se perder, tirar minha virgindade, doer ou qualquer outro processo parecido […] porque não conhecia meu corpo. Nunca fui estimulada a entender o meu corpo”, contou, ressaltando que isso só mudou pouco antes de ela ter Bella, sua primeira filha, que tem pouco mais de 1 aninho.

Conforme contou a atriz, ela parou de fazer uso de anticoncepcionais cerca de dois anos antes de engravidar – e foi aí que ela adotou também outra forma de lidar com a menstruação, optando por um absorvente reutilizável em vez dos descartáveis. Isso, segundo ela, fez com que ela passasse a se conectar melhor com o processo, entendendo partes dele que são tidas como tabu.

Apesar de o característico cheiro da menstruação ser algo completamente normal (e que pode até ajudar a mulher a perceber doenças ou outras alterações no organismo), muitas mulheres têm receio de tocar no assunto – algo que Débora abordou junto de outros tópicos “problemáticos” com naturalidade, mostrando que não há nada de errado no processo.

“Aquele sangue é uma potência. Eu entendi meu fluxo, o tamanho do meu fluxo, o meu cheiro, a cor do meu sangue, a diferença de um mês para o outro […]. A mulher não tem que se sentir suja porque faz parte da gente como fêmea, a menstruação. O nosso fluxo sanguíneo que sai depois de um processo lindo de possibilidade de criação dentro da gente… É uma dádiva”, afirmou a atriz.

Além disso, Débora revelou também que – assim como acontece com boa parte das mulheres que menstruam – sua libido se altera ao longo do ciclo menstrual. “Mexe completamente e eu tenho muito mais controle e consciência da minha libido”, declarou ela, avisando também que sexo na menstruação não precisa ser um tabu tão grande quanto é.

“Acho que você tem que ser muito sincera com você mesma e com seu parceiro. Se você não se sente, não se toca mesmo menstruada, como você pode trocar isso com o outro também? Se é um tabu, vamos conversar sobre para deixar de ser e fazer parte de uma delícia de intimidade”, aconselhou ela.

Assista ao vídeo:

Débora Nascimento: filha, empoderamento e mais