Sexo: 7 loucuras com ele

por | abr 3, 2011 | Comportamento

SEXO INTERESTADUAL: A usuária da rede social do Bolsa de Mulher Jeh-rock cometeu uma loucura com o namorado durante uma viagem de ônibus. “No meio da noite bateu aquele tesão e uma vontade louca de fazer amor. Aí foi lá mesmo, no ônibus cheio de gente!”, conta ela, que fez tudo sem barulho e até sem se mexer muito para não atrair olhares. “Foi uma delícia, experimentamos posições que nem sabíamos que existiam”, lembra.

DICA DO BOLSA: Para dar tudo certo, escolha um assento longe do motorista, espere os outros passageiros dormirem, se enfie embaixo da coberta e mantenha o silêncio!

CAPA DA PLAYBOY: A usuária do Bolsa de Mulher Fêmea sempre sonhou ser fotografada nua. Até que um dia… “No meio da transa, o meu parceiro foi tirando fotos em diversas poses e ângulos. Foi demais”, conta ela, acrescentando que o casal sempre revê as fotos juntos.

DICA DO BOLSA: Em tempos de internet, todo cuidado é pouco para que as fotos não caiam na rede. Se você não quiser jogar fora depois, guarde as fotos em um local de sua total confiança. Não dê nenhuma foto para ele – ele pode não ter o mesmo cuidado que você, ser roubado, perder o computador ou até desejar vingança se um dia vocês terminarem. Durante as fotos, que tal usar uma máscara sensual ou cobrir tatuagens que te identifiquem?

NO BANHEIRO DO TRABALHO: A usuária do Bolsa Mia teve um caso com um colega de trabalho. Aí já viu… “A atração entre a gente era tanta que transamos no banheiro da empresa. Várias vezes!”, revela, ciente do risco que correu. “Não deu pra segurar”, diz.

DICA DO BOLSA: Seja muito discreta. Evite fazer isso no horário em que o seu chefe ou aquele colega fofoqueiro está presente. Se possível, conte com a ajuda de um cúmplice.

NO VOLANTE: Madalena, usuária do Bolsa, fica louca no carro. “Meu marido adora que eu fique bolinando ele enquanto está dirigindo. Ggozamos diversas vezes por estradas que não tinham muito movimento”, revela.

DICA DO BOLSA: Se estiver na cidade, não passe perto de ônibus – como eles são mais altos, a visão é privilegiada. Em qualquer situação, pegue leve ou a loucura pode acabar em acidente. Além do preservativo, use cinto de segurança!

SEM CALCINHA: Quer fazer uma loucura hoje à noite? Que tal sair sem calcinha? A usuária do Bolsa Lice adorou a ideia. “Convidei um carinha pra sair. Quando entrei no carro, fiz de tudo para que ele passasse a mão nas minhas pernas. Quando ele percebeu, tudo começou antes mesmo de chegarmos ao motel… Foi maravilhoso!”, lembra ela.

DICA DO BOLSA: Leve uma calcinha na bolsa. Em algum momento, você pode precisar!

STRIP-TEASE: Para as mais tímidas, tirar a roupa sensualmente na frente do parceiro é uma grande loucura. A usuária do Bolsa Filósofa fez sem planejar e o resultado foi excelente. “Sempre tive vontade de fazer strip. Até que um dia estava no motel com meu noivo, não tinha planejado nada, liguei o rádio e estava tocando Mercy, da Duffy, e eu me empolguei”, lembra ela, que se sentiu supersexy e poderosa. E ele? É claro que ele adorou essa loucura toda. “Ele amou, não sabia o que falar, mas disse que foi uma surpresa maravilhosa!”, conta a Filósofa.

DICA DO BOLSA: Escolha uma música sensual, deixe o quarto à meia luz e tire a roupa devagar, passando a mão pelo corpo. Siga o seu instinto e faça tudo do seu jeitinho, seja mais reservado ou mais assanhado – ela vai adorar, porque adora você. O pior que pode acontecer é os dois caírem na risada.

CASA DE SWING: Depois de quatro anos de casada, a usuária Bel achou que estava na hora de fazer uma loucura com o marido. O lugar escolhido foi uma casa de swing. “Fiquei um pouco nervosa, mas foi muito excitante transar num lugar erótico! Ficamos só olhando os outros sem fazer troca. Com certeza melhorou mais ainda a nossa vida sexual”, garante.

DICA DO BOLSA: Antes de ir a uma casa de swing, converse com ele sobre o que pode e o que não pode rolar lá dentro e prometam só fazer combinado para não dar briga. Beba o suficiente para descontrair, mas não fique bêbada a ponto de fazer algo que poderá se arrepender depois.

SEXO INTERESTADUAL: A usuária da rede social do Bolsa de Mulher Jeh-rock cometeu uma loucura com o namorado durante uma viagem de ônibus. “No meio da noite bateu aquele tesão e uma vontade louca de fazer amor. Aí foi lá mesmo, no ônibus cheio de gente!”, conta ela, que fez tudo sem barulho e até sem se mexer muito para não atrair olhares. “Foi uma delícia, experimentamos posições que nem sabíamos que existiam”, lembra.

DICA DO BOLSA: Para dar tudo certo, escolha um assento longe do motorista, espere os outros passageiros dormirem, se enfie embaixo da coberta e mantenha o silêncio!

DICA DO BOLSA: Em tempos de internet, todo cuidado é pouco para que as fotos não caiam na rede. Se você não quiser jogar fora depois, guarde as fotos em um local de sua total confiança. Não dê nenhuma foto para ele – ele pode não ter o mesmo cuidado que você, ser roubado, perder o computador ou até desejar vingança se um dia vocês terminarem. Durante as fotos, que tal usar uma máscara sensual ou cobrir tatuagens que te identifiquem?

NO VOLANTE: Madalena, usuária do Bolsa, fica louca no carro. “Meu marido adora que eu fique bolinando ele enquanto está dirigindo. Ggozamos diversas vezes por estradas que não tinham muito movimento”, revela.

DICA DO BOLSA: Se estiver na cidade, não passe perto de ônibus – como eles são mais altos, a visão é privilegiada. Em qualquer situação, pegue leve ou a loucura pode acabar em acidente. Além do preservativo, use cinto de segurança!

SEM CALCINHA: Quer fazer uma loucura hoje à noite? Que tal sair sem calcinha? A usuária do Bolsa Lice adorou a ideia. “Convidei um carinha pra sair. Quando entrei no carro, fiz de tudo para que ele passasse a mão nas minhas pernas. Quando ele percebeu, tudo começou antes mesmo de chegarmos ao motel… Foi maravilhoso!”, lembra ela.

DICA DO BOLSA: Leve uma calcinha na bolsa. Em algum momento, você pode precisar!

DICA DO BOLSA: Escolha uma música sensual, deixe o quarto à meia luz e tire a roupa devagar, passando a mão pelo corpo. Siga o seu instinto e faça tudo do seu jeitinho, seja mais reservado ou mais assanhado – ela vai adorar, porque adora você. O pior que pode acontecer é os dois caírem na risada.

CASA DE SWING: Depois de quatro anos de casada, a usuária Bel achou que estava na hora de fazer uma loucura com o marido. O lugar escolhido foi uma casa de swing. “Fiquei um pouco nervosa, mas foi muito excitante transar num lugar erótico! Ficamos só olhando os outros sem fazer troca. Com certeza melhorou mais ainda a nossa vida sexual”, garante.