4 questões que mostram que o pediatra do seu filho NÃO é bom

por | jun 30, 2016 | Gravidez e bebês

A escolha de um pediatra está sempre cercada de dúvidas. Além da formação e do acúmulo de conhecimento, aspectos como paciência, acolhimento e responsabilidade devem ser considerados. Mesmo tendo feito a decisão com cuidado e informação, mães e pais muitas vezes podem se perguntar se o profissional escolhido é ideal para os pequenos.

Veja também:
11 perguntas que te farão escolher o melhor pediatra para seu filho
Pediatra ensina como tirar fralda das crianças
Vacina de posto é boa? Pediatra tira dúvidas

Como saber se o pediatra do meu filho é bom?

De acordo com informações fornecidas pelo pediatra José Luiz Setúbal, do Hospital Infantil Sabará, São Paulo, quatro aspectos devem ser levados em consideração na hora de saber se o médico é bom ou não.

Médico não é bom se…

Ele não mostra muito interesse pelo problema da criança: ter atenção e sentir que as queixas sejam levadas a sério e analisadas é essencial para bons diagnósticos, mesmo quando não é nada grave.

Falta atenção, paciência e compaixão do médico e dos funcionários: profissionais que trabalham diretamente com crianças precisam ter tato e paciência para seus momentos mais carentes e manhosos. 

Ele usa muitos jargões médicos que você não entende: mães, pais ou cuidadores precisam compreender o que está acontecendo com as crianças. Por isso, uma linguagem simples e clara é muito importante para o sucesso do tratamento.

Costuma tratar todos os problemas da mesma forma: crianças são diferentes e, portanto, precisam de atenção exclusiva e diferenciada de acordo com queixas e problemas específicos.