null: nullpx
cinto de segurança-Mulher

Grávida que dirige tem posição certa para usar o cinto: se bater, não machuca o bebê

Publicado 19 Set 2017 – 08:00 AM EDT | Atualizado 20 Mar 2018 – 12:57 PM EDT
Reações
Compartilhar

Pouca gente faz isso, mas, na reta final, o ideal seria que a gestante assumisse apenas o posto de passageira. O recomendável seria levar a grávida, sempre que possível, no banco de trás do automóvel a partir do sétimo mês. Mas há médicos que permitem que a gestante dirija até o último mês, caso não consiga evitar ser motorista. Porém, é preciso se preocupar com o posicionamento do cinto de segurança para não machucar o bebê, em caso de acidente.

Como gestante deve usar cinto de segurança?

O cinto de três pontas é o mais indicado em todas as situações, por ser mais seguro. O outro modelo mais comum é o tipo sub-abdominal, encontrado em ônibus, avião e no banco traseiro de alguns automóveis.

No caso do modelo de três pontas, a faixa diagonal (também chamada superior) deve passar na altura da clavícula, depois entre os seios e ficar lateralmente ao abdômen, nunca sobre a barriga. Já a faixa sub-abdominal (inferior) deve ser encaixada no quadril, abaixo da barriga, na região superior das coxas.

Jamais coloque a faixa superior debaixo do braço ou da axila, ou passando por trás das costas, com o objetivo de só ficar segura pela inferior. Nunca sente sobre a faixa inferior com a intenção de usar apenas a superior.

Em carros que possuem airbag, o ideal também seria a gestante não se sentar muito para frente. Assim, em caso de disparo do sistema de segurança, há espaço suficiente para não pressionar a barriga. Inclusive, as grávidas motoristas, devem tentar se afastar ao máximo que conseguirem, mantendo a distância segura dos braços ao volante.

Cuidados na gravidez:

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse