null: nullpx
bebê-Mulher

Pelinhos grossos que existem nos bracinhos do recém-nascido têm função especial

Publicado 14 Set 2017 – 08:00 AM EDT | Atualizado 20 Mar 2018 – 12:57 PM EDT
Reações
Compartilhar

Não há nada de errado com bebês que nascem com pelos mais grossos ou escuros nas costas, ombros e braços. Esta penugem protetora cobriu o corpo do recém-nascido quando ainda vivia no útero da gestante do 5º ao 9º mês de gravidez.

Essa camada de pelos muito macios, chamada lanugo, além de manter o bebê a salvo de possíveis infecções, ajudava também a mantê-lo aquecido.

O que é o lanugo?

Totalmente natural e saudável, o lanugo é responsável por cobrir o corpo do feto durante a gravidez agindo como uma camada protetora de infecções e ajudando a economizar calor já que a sua pele ainda é muito fina e não há gordura subcutânea.

É uma penugem muito fina e aveludada, que aparece primeiro na cabeça entre a 13ª e a 16ª semana de gestação, chegando a cobrir todo o corpo do bebê feto em torno da 20ª semana de gravidez.

Quando os pelos do bebê diminuem?

Os locais do corpo que demoram mais tempo para perder essa camada de penugem são as costas, os ombros e a cabeça.

É por isso que há recém-nascidos que, mesmo estando prontos para nascer, ainda guardam resquícios de lanugo no corpo. E, especialmente os nascidos prematuramente, ainda têm maiores concentrações de pelos nessas áreas.

Costas, ombros e cabeça são as partes das quais é preciso esperar mais tempo para o lanugo cair e, em algumas ocasiões, essa penugem pode ser bastante volumosa e escura. No entanto, a maioria dos bebês tende a perder esses pelos mais grossinhos durante a 40ª semana de gravidez.

Assim, o mais comum é que o feto elimine todo o lanugo até o final da gestação, mas isso nem sempre acontece e, em muitos casos, o nascimento do bebê com lanugo pode ser um indicativo de que o parto foi prematuro. Outras vezes, mesmo nascendo espontaneamente, os bebês podem vir com grande parte do lanugo ainda no corpo. E que, vai cair por si só, à medida que o bebê crescer e se desenvolver.

Outras revelações sobre recém-nascidos:

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse