Sintomas de gravidez psicológica

por | jun 30, 2016 | Gravidez e bebês

Começam os enjoos, tem início a amenorreia (ausência de menstruação), a barriga cresce, vem a sonolência, os seios incham e começam até a produzir leite. Todos os sinais de que uma mulher está grávida, mas podem ser também sintomas da gravidez psicológica. Os indícios são os mesmos, com a diferença de que, no segundo caso, não há nenhum bebê.

Leia também

Útero de substituição: saiba como funciona a “barriga de aluguel”

Como calcular a ovulação e descobrir o período fértil

Dieta da fertilidade indica o que comer para engravidar

“A mulher começa a criar em si os sintomas que sempre ouviu falar por aí, atribuídos à gravidez, e vai formando uma barriga de verdade por conta do desejo de ver a barriga crescer. Às vezes as mulheres com gravidez psicológica produzem leite, porque uma alteração de hipófise pode aumentar a produção de prolactina, que é o hormônio responsável por produzir o leite”, detalha o ginecologista e obstetra Dr. Valter Almeida Ferreira Jorge.

Como identificar a gravidez psicológica

Devido à semelhança com uma gravidez normal, pode parecer difícil identificar uma gravidez psicológica, mas, na verdade, um simples exame pode apontar a ausência do feto: o ultrassom, que deve ser realizado em qualquer pré-natal. Por isso, atualmente, são raríssimos os casos de mulheres que desenvolvem essa falsa gestação.

“Esse é o principal exame que pode identificar o problema, junto com o Beta HCG, que é o tradicional exame de gravidez. Caso seja comprovado por meio dessas tecnologias que não existe um bebê, a tendência é que a mulher deixe de acreditar nisso, evitando assim chegar a um quadro de gravidez psicológica mais avançado”, explica o especialista.

Sendo diagnosticado o problema, a mulher tende a voltar a entender sua condição e se recuperar desses sintomas. Contudo, algumas ainda precisam passar por acompanhamento psiquiátrico.