null: nullpx
Príncipe Harry-Mulher

“Não vou entrar no jogo que matou minha mãe”, diz Harry sobre seu quadro mental

Publicado 21 Out 2019 – 06:39 PM EDT | Atualizado 21 Out 2019 – 06:39 PM EDT
Reações
Compartilhar

Passados 22 anos desde a morte de sua mãe, a princesa Diana, em um trágico acidente de carro, o príncipe Harry fez uma viagem à África do Sul para prosseguir com o trabalho humanitário iniciado por ela - e, durante os dias em que passou visitando diferentes países, deu ao jornalista Tom Bradby uma declaração impactante a respeito da vida sob os holofotes.

Harry fala sobre sua mãe e a pressão da mídia

Apesar de Harry ter nascido como uma pessoa pública, os olhos da mídia estão ainda mais voltados para ele desde que foi anunciado seu namoro com Meghan Markle, hoje duquesa de Sussex. Por ser filho de Lady Di (que foi e ainda é bastante icônica) e por ter se casado com uma mulher que foge dos padrões da família real, essa pressão aumentou - e o impacto disso é grande.

No documentário “Harry & Meghan - An African Journey”, exibido pela emissora britânica ITV e conduzido por Bradby, o duque de Sussex revelou que o simples “flash” de uma câmera o transporta de volta à época em que sua mãe era perseguida por paparazzi (que, inclusive, tiveram parte no acidente do qual a princesa foi vítima).

“Estar aqui [na África do Sul] 22 anos depois tentando terminar o que ela começou é incrivelmente emocionante. Tudo o que eu faço me faz lembrar dela… Mas, como eu disse, com meu papel, com meu trabalho e a pressão que vem com ele, eu sou lembrado das coisas ruins”, afirmou Harry, ressaltando que isso o faz querer proteger sua família acima de tudo.

“Minha mãe claramente me ensinou certos valores que eu sempre vou tentar defender apesar do meu papel e do meu trabalho… Eu sempre vou proteger minha família, e agora eu tenho uma família para proteger. Tudo pelo que ela passou está incrivelmente ‘cru’ todos os dias, e isso não é uma paranoia minha, sou eu não querendo que o passado se repita”, afirmou.

Questionado sobre como está se sentindo hoje no quesito saúde mental - assunto que ele já abordou de forma honesta anteriormente -, Harry disse ter aprendido que isso é algo que requer “manutenção constante”. “Eu pensei que estava são e salvo, mas de repente tudo voltou. Subitamente, percebi que isso é algo de que eu preciso cuidar”, confessou o duque.

Segundo ele, a pressão que ele e Meghan sofrem diariamente tem um impacto negativo em suas vidas, mas, conforme mostrou em seu depoimento, nenhum dos dois está disposto a ceder à perseguição da mídia, algo que ele deixou claro com uma declaração forte envolvendo sua mãe.

“Obviamente há muita coisa que machuca, especialmente quando a maior parte não é real… O que precisamos fazer é focar em ser reais, em ser as pessoas que somos e em defender aquilo em que acreditamos. Eu não vou deixar que me forcem a entrar no jogo que matou minha mãe”, concluiu.

Harry e Meghan

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse