Sexo animal

por | fev 8, 2011 | Comportamento

SERPENTE – Possessivo, coloca na fêmea, junto com o esperma, uma secreção que endurece dentro dela vedando o acesso de outros machos – é como se colocasse na namorada um cinto de castidade.

SERPENTE – Possessivo, coloca na fêmea, junto com o esperma, uma secreção que endurece dentro dela vedando o acesso de outros machos – é como se colocasse na namorada um cinto de castidade.

BALEIA – Só transa uma vez por ano. Cruzes!

GIRAFA – Esfrega o pescoço no outro quando está apaixonado, quer dizer, faz o estilo carinhoso.

PINGUIM – Cavalheirismo não é com ele: para dizer que está a fim de transar, ele joga uma pedra na cabeça da fêmea. Tosco? Imagina. No entanto, quando escolhe uma parceira, é pra vida toda. E ajuda a cuidar da prole de igual pra igual. Tudo tem prós e contras, não é mesmo?

SAPO – Fica tão excitado que tenta penetrar o que vier pela frente. Pode ser outro macho ou até um peixe. Esse topa tudo. E, vamos combinar, é um tanto imaturo.

BOTO – Safadinho, adora um ménage a trois – uma fêmea e dois machos. Se você curte experiências picantes e sexo sem limites, é o parceiro ideal.

COALA – Esse engana: tem aquela carinha fofa mas, na hora agá, monta na fêmea e morde o pescoço dela. Dois minutos depois, já acabou. Em outras palavras, ele gosta de uma rapidinha selvagem e não tem nada de carinhoso.

PANDA – O panda está entrando em extinção porque só consegue manter a relação sexual por 30 segundos, tempo considerado insuficiente. Claro, né? O homem panda é aquele que tem ejaculação precoce.

URSO – Solitário, copula e abandona a fêmea para se isolar na floresta. Então, se o cara sumir no dia seguinte, já sabe: trata-se de um homem-urso.

CISNE – Fiel a uma parceira só até o fim da vida. Na noitada, em vez do mico leão, é ele quem está em extinção.

CACHORRO – Vai com qualquer uma que estiver abanando o rabinho. Ou seja: adora uma periguete. Na hora do vamos ver, pode ficar até uma hora engatado.

LEÃO – Senhor do pedaço, come todas. É capaz de transar 50 vezes por dia. Ufa! Haja fôlego pra acompanhar esse ‘rei da selva’.

SERPENTE – Possessivo, coloca na fêmea, junto com o esperma, uma secreção que endurece dentro dela vedando o acesso de outros machos – é como se colocasse na namorada um cinto de castidade.

BALEIA – Só transa uma vez por ano. Cruzes!

BOTO – Safadinho, adora um ménage a trois – uma fêmea e dois machos. Se você curte experiências picantes e sexo sem limites, é o parceiro ideal.

SAPO – Fica tão excitado que tenta penetrar o que vier pela frente. Pode ser outro macho ou até um peixe. Esse topa tudo. E, vamos combinar, é um tanto imaturo.

PINGUIM – Cavalheirismo não é com ele: para dizer que está a fim de transar, ele joga uma pedra na cabeça da fêmea. Tosco? Imagina. No entanto, quando escolhe uma parceira, é pra vida toda. E ajuda a cuidar da prole de igual pra igual. Tudo tem prós e contras, não é mesmo?

LEÃO – Senhor do pedaço, come todas. É capaz de transar 50 vezes por dia. Ufa! Haja fôlego pra acompanhar esse ‘rei da selva’.

CISNE – Fiel a uma parceira só até o fim da vida. Na noitada, em vez do mico leão, é ele quem está em extinção.

URSO – Solitário, copula e abandona a fêmea para se isolar na floresta. Então, se o cara sumir no dia seguinte, já sabe: trata-se de um homem-urso.

PANDA – O panda está entrando em extinção porque só consegue manter a relação sexual por 30 segundos, tempo considerado insuficiente. Claro, né? O homem panda é aquele que tem ejaculação precoce.