Jardim com flores

por | jan 27, 2011 | Casa

ONZE-HORAS: De nome científico portulaca grandiflora e originária do Brasil, da Argentina e do Uruguai, essa planta é uma das mais apreciadas no mundo, principalmente por seu fácil cultivo. Possui flores grandes e vistosas, que aparecem em diversas cores e misturas, como rosa, laranja, branco, amarelo e vermelho. Curiosamente as flores da onze-horas se abrem durante o dia e se fecham à noite, mas só em dias ensolarados. A planta deve ser cultivada sob o sol, e suas flores só abrem nos meses mais quentes: “Tolera bem a seca e solo pouco fértil”, explica a botânica Ariane Luna. Mas atenção: elas atraem abelhas.

MARGARIDAS: “As margaridas florescem o ano inteiro”, afirma Ariane. O Chrysanthemum leucanthemum, de origem européia, é muito popular. Suas flores são pequenas com pétalas brancas e centro amarelo. Elas toleram bem o frio e o calor também, mas precisam ser regadas regularmente.

BEGÔNIAS: A begônia elatior, original das Américas do Sul e Central, é uma das mais comercializadas do Brasil. Ela tem flores muito vistosas que nascem em buquês, parecidas com as rosas, inclusive nas cores: branco, rosa, vermelho, amarelo e salmão. Deve ser cultivada em ambientes protegidos, com solo bem adubado e regada regularmente. “A begônia precisa de muita água, se não o sol queima suas folhas”, alerta a botânica. Assim como não tolera muito sol, não tolera frio excessivo.

ALAMANDA: Também conhecida como dedal-de-dama ou carolina, a allamanda cathartica é uma trepadeira. “Ela é exótica, mas comum, muito usada pelos paisagistas cariocas e bastante comercializada aqui”, diz o horticultor Marcelo Souza. Suas majestosas flores amarelo-ouro aparecem praticamente o ano inteiro. A alamanda pode ser cultivada em pleno sol, desde que o solo esteja adubado e seja regada em períodos regulares. Mas é preciso cuidado, pois a planta é tóxica. Portanto mantenha-a longe do alcance das crianças e animais.

IXORA: Tecnicamente chamada de ixora chinensis e popularmente chamadas de alfinete-gigante ou ixora-chinesa, essa planta arbustiva é perfeita para jardins tropicais. Suas flores são pequenas, nascem em minibuquês, com flores em formato de estrelas de quatro pontas. Podem ser amarelas, vermelhas, rosas ou laranjas. A planta deve ser cultivada, assim como a alamanda, exposta ao sol. “Precisa ser regada e adubada sempre”, recomenda Marcelo, pois, quando o solo é rico e irrigado, as flores permanecem durante todo o ano. Além de linda e fácil de cuidar, as flores da ixora são ricas em néctar, atraindo borboletas e beija-flores para o seu jardim!

IXORA: Tecnicamente chamada de ixora chinensis e popularmente chamadas de alfinete-gigante ou ixora-chinesa, essa planta arbustiva é perfeita para jardins tropicais. Suas flores são pequenas, nascem em minibuquês, com flores em formato de estrelas de quatro pontas. Podem ser amarelas, vermelhas, rosas ou laranjas. A planta deve ser cultivada, assim como a alamanda, exposta ao sol. “Precisa ser regada e adubada sempre”, recomenda Marcelo, pois, quando o solo é rico e irrigado, as flores permanecem durante todo o ano. Além de linda e fácil de cuidar, as flores da ixora são ricas em néctar, atraindo borboletas e beija-flores para o seu jardim!

BEGÔNIAS: A begônia elatior, original das Américas do Sul e Central, é uma das mais comercializadas do Brasil. Ela tem flores muito vistosas que nascem em buquês, parecidas com as rosas, inclusive nas cores: branco, rosa, vermelho, amarelo e salmão. Deve ser cultivada em ambientes protegidos, com solo bem adubado e regada regularmente. “A begônia precisa de muita água, se não o sol queima suas folhas”, alerta a botânica. Assim como não tolera muito sol, não tolera frio excessivo.

MARGARIDAS: “As margaridas florescem o ano inteiro”, afirma Ariane. O Chrysanthemum leucanthemum, de origem européia, é muito popular. Suas flores são pequenas com pétalas brancas e centro amarelo. Elas toleram bem o frio e o calor também, mas precisam ser regadas regularmente.

ONZE-HORAS: De nome científico portulaca grandiflora e originária do Brasil, da Argentina e do Uruguai, essa planta é uma das mais apreciadas no mundo, principalmente por seu fácil cultivo. Possui flores grandes e vistosas, que aparecem em diversas cores e misturas, como rosa, laranja, branco, amarelo e vermelho. Curiosamente as flores da onze-horas se abrem durante o dia e se fecham à noite, mas só em dias ensolarados. A planta deve ser cultivada sob o sol, e suas flores só abrem nos meses mais quentes: “Tolera bem a seca e solo pouco fértil”, explica a botânica Ariane Luna. Mas atenção: elas atraem abelhas.