null: nullpx
brinquedos-Mulher

Como incentivar o filho a doar brinquedos

Publicado 30 Jun 2016 – 05:44 PM EDT | Atualizado 20 Mar 2018 – 12:57 PM EDT
Reações
Compartilhar

Laís Peterlini

Do Bolsa de Bebê

Para agradar uma criança não há escolha melhor na hora de presentear do que comprar um brinquedo. A criança costuma levar o brinquedo novo para todos os lugares nos primeiros dias, mas depois de um tempo o objeto perde a graça e fica encostado, junto com os demais brinquedos "velhos". Se o número de brinquedos velhos for grande, é chegada a hora de incentivar o pequeno a doar o que não está usando. Como fazer isso? A psicóloga Angélica Rodrigues Santos ensina como incentivar esse tipo de ação.

Leia também

Transforme a doação em um hábito

Crédito: Shutterstock

Segundo a psicóloga, não há uma idade certa para tocar nesse assunto com a criança. "Depende da maturidade emocional de cada um. A partir dos três anos, a criança começa a perceber mais as coisas e as pessoas, mas os pais que precisam sentir quando introduzir esse tipo de coisa", explica. O mais importante é que esse tipo de ação seja incorporada a rotina da família. "O melhor jeito de ensinar é no dia a dia. Se a criança vê que os pais repassam o que não está sendo usado, ela naturalmente vai começar a fazer o mesmo ou não vai ser resistente a ideia quando os pais tocarem nesse assunto", afirma Angélica. Se todos na casa tiverem essa consciência, o momento da "limpeza" que antecede a doação dos objetos pode até virar uma norma da casa.

Como convencer

Impor que a criança tem que dar para outras crianças o que não usa mais pode criar o efeito inverso ao esperado. O ideal é que a mãe separe um tempo e tome a iniciativa de arrumar seu armário, por exemplo, e peça a ajuda da criança. Quando acabar, convide-a para fazer o mesmo. "Uma boa motivação é dizer que a gente doa as coisas antigas para abrir espaço para os brinquedos e roupas novas", diz a psicóloga. Por isso, uma boa época para incentivar esse tipo de ação é antes de datas como aniversário, Dia das Crianças e Natal. "Nessas datas a criança sabe que vai ganhar presente, com isso fica mais fácil convencê-la separar o que não usa mais para doação", ressalta.

Crédito: Shutterstock

Resistência

Algumas crianças têm dificuldade em se desapegar e o diálogo é a melhor saída. Segundo Angélica, os pais devem perguntar por que a criança não quer dar para outra pessoas o brinquedo que não usa mais e questionar o que ela está sentindo.

A hora de doar

A psicóloga aconselha que os pais deixem a criança escolher para quem o brinquedo deve ser dado. "Eles podem ressaltar que o objeto é dela e por isso ela tem o direito de dizer para quem ele deve ser doado. Caso a criança não saiba, os pais podem sugerir repassar para uma criança que não tem", afirma a especialista. Se a criança escolher dar o brinquedo para o irmão mais novo, um primo ou vizinho, é legal incentivá-la a entregar pessoalmente. Caso a doação seja feita para uma creche ou entidade de crianças carentes, é indicado incluir na ação crianças apenas a partir dos 11 anos. "Dependendo da idade e da sensibilidade da criança, a visita pode impactá-la ou marcá-la negativamente", completa.

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse