null: nullpx
alcoolismo-Mulher

16 famosos que falaram abertamente sobre uso de drogas e abuso de álcool

Publicado 21 Dez 2021 – 10:19 AM EST | Atualizado 21 Dez 2021 – 10:19 AM EST
Reações
Compartilhar

Honestos e corajosos, estes famosos falaram abertamente sobre o vício em drogas e prestaram um verdadeiro serviço ao jogar luz sobre o drama real de pessoas que sofrem com a dependência química. Veja exemplos de celebridades que deram a volta por cima e conheça relatos impactantes:

Rita Lee

A cantora nunca escondeu que usou drogas no passado, mas sempre afirmou que a bebida alcoólica foi seu maior pesadelo. Em sua autobiografia, declarou: "Não havia mais espaço para cannabis, meu negócio era destilado. O melhor de tudo, ou pior, é que álcool era legalizado."

Rita, que admitiu ter bebido até na frente dos filhos, chegou a se internar em uma clínica de reabilitação, mas teve uma recaída.

Quando isso aconteceu, Roberto a colocou contra a parede: era a família ou a bebida. Levou um tempo até que a cantora conseguisse controlar a dependência e se livrar do vício.

Fabio Assunção

Em 2008, o ator se viu sob a mira da mídia quando um homem foi preso em um flat enquanto oferecia cocaína ao ator. Na época, alegando problemas de saúde, decidiu se afastar do trabalho. Foi somente um ano depois, durante entrevista ao “Fantástico”, que Fabio admitiu seu vício em drogas.

Na ocasião, o famoso revelou ser dependente químico e contou que, antes de ter a condição revelada ao mundo, já havia passado por outras duas internações.

“Esse tipo de tratamento é como se você atravessasse um deserto, é um momento de solidão. Mas nada é mais difícil do que viver com a droga”, relembrou.

Hoje, Fabio Assunção considera sua dependência química controlada. Em entrevista à revista Veja, afirmou: “o medo me acompanha sempre. Sei que não posso dar brechas e que há situações em que preciso ser firme e dizer não”. O ator diz que, depois de tudo o que passou, confia em seu processo de cura.

Walter Casagrande

Em participação no programa “Papo de Segunda”, do canal GNT, o ex-jogador deu um honesto e impactante relato sobre seu vício em drogas.

“Eu sempre falei assim: ‘Quando eu parar, vai ser legal porque eu vou fazer tudo o que eu quero’. Quando eu parei, percebi que tudo o que eu queria era usar droga”, declarou.

Na atração, Casagrande falou sobre a atual sobriedade, relembrando as dificuldades que passou para superar a dependência química.

Em determinado momento, chocou ao contar que já chegou a sofrer uma overdose na frente do filho e que, durante anos, precisou ser acompanhado por especialistas onde quer que fosse.

Bárbara Borges

Foi por meio de suas redes sociais que a atriz revelou sua luta contra a dependência química. “A relação que tinha com o álcool, que foi evoluindo para exageros, não 'dá mais match', não é mais compatível com a Bárbara de agora”, afirmou.

Apesar das dificuldades, famosa diz não ter problemas em falar sobre o assunto, já que essa discussão pode ajudar pessoas que estão passando pela mesma coisa.

Nos comentários da postagem, fãs e seguidores enviaram mensagens de apoio, elogio e até compartilharam as próprias experiências para incentivar a atriz em sua jornada contra o vício.

Whindersson Nunes

Em seu recém-lançado livro, “Vivendo Como um Guerreiro”, o humorista revelou publicamente pela primeira vez que usa drogas já há muitos anos.

Whindersson faz um detalhado e forte relato sobre sua dependência química e, em um dos trechos da obra, afirma: “Não havia mais intervalo entre as drogas. Eu acordava e desacordava para a vida. Eram drogas e mais drogas tentando estancar sei lá o quê."

Bárbara Gancia

A jornalista é outra pessoa pública que tem uma história bastante longa e intensa com a dependência química.

Em entrevista no programa “Conversa com Bial”, Bárbara contou que só começou a beber compulsivamente na idade adulta, mas que foi ainda criança, aos 3 anos de idade, que ela experimentou álcool pela primeira vez durante uma festa infantil.

Após um período internada em uma clínica de reabilitação e visitas a grupos de auxílio a pessoas viciadas, a jornalista rompeu o ciclo do vício e, há mais de uma década, não põe uma gota de álcool na boca.

Vera Fischer

A atriz também teve problemas com drogas e só conseguiu se livrar da dependência química após vários períodos de internações.

Em 2019, Vera contou à revista Pop-Se que reconheceu que sua luta contra o vício só teve frutos quando o tratamento passou a ser uma escolha pessoal.

“Não tive recaídas. Depois que decidi largar as drogas, não teve volta. Essa é uma decisão construída ao longo do tempo, então, quando é tomada, já está enraizada na gente. Não tive que ser convencida por ninguém. Eu mesma decidi. Essa fase passou na minha vida”, afirmou a famosa.

Marcello Antony

Em 2004, o ator chegou a ser preso por posse de drogas. Em entrevista ao jornal Extra, Marcello contou que, apesar do incômodo de ver seu nome ligado a um caso de polícia tão sério, a exposição o ajudou de certa forma.

"Foi bom porque eu cresci. Estava no fundo do poço, não tinha para onde ir. O chão onde estava me serviu como mola para eu ir lá para cima e ver tudo com clareza", declarou.

Dinho Ouro Preto

O vocalista do grupo Capital Inicial já admitiu publicamente que, durante muitos anos, foi usuário de cocaína, ácido, álcool e outras substâncias.

Porém, após muito mal-estar ligado ao vício, Dinho finalmente conseguiu se livrar da dependência química, inclusive de medicamentos prescritos. Em entrevista à revista Veja, o famoso revelou que, além das drogas ilícitas, também era viciado em Rivotril, remédio do grupo dos ansiolíticos.

Daniel Radcliffe

O protagonista da saga “Harry Potter” foi outro famoso que sofreu com o alcoolismo e falou abertamente sobre o assunto.

Em 2012, durante entrevista à emissora de rádio BBC1, o ator afirmou que decidiu parar de beber após perceber que aquilo não o faria feliz.

“Eu bebia buscando felicidade e buscando um estilo de vida que eu pensei que me traria felicidade, mas não trouxe. Acordei em uma manhã pensando: ‘Uau, eu bebi muito, mas ainda não estou feliz’. Minha vida se transformou visivelmente, é algo maravilhoso”, confessou.

Brad Pitt

O ator sofreu com o alcoolismo durante muitos anos, mas seu vício só ficou conhecido pelo grande público após o divórcio com Angelina Jolie. O problema, aliás, teria sido o principal motivo para o fim de seu casamento com a famosa.

Brad Pitt passou um ano e meio participando de reuniões dos Alcoólicos Anônimos e só após este período ele começou a falar abertamente sobre o que estava passando.

“Eu estava bebendo demais. Isso acabou se tornando um problema”, disse Pitt em entrevista, completando: “percebi que estava fugindo para evitar sentimentos difíceis e dolorosos e não sabia como lidar com eles. Eu usava qualquer coisa como fuga”.

Ben Affleck

A luta do ator contra o alcoolismo é antiga, dura mais de 20 anos, e ele sempre fez questão de tratar o assunto com transparência. “Ser alcoólatra é parte da minha vida, é algo com que eu tenho que lidar”, já afirmou em entrevista.

Assim como grande parte das pessoas que sofre de alcoolismo, Ben Affleck teve recaídas e, 16 anos após a primeira internação, precisou voltar a se tratar.

Segundo o famoso, o apoio da família e do público tem sido fundamental para sua luta diária contra o vício. No ano passado, em suas redes sociais, o ator voltou a falar sobre o tema e declarou:

"Quero que meus filhos saibam que não é vergonhoso pedir ajuda quando for preciso, e quero ser uma fonte de força para quem também precisa de ajuda, mas tem medo de dar o primeiro passo".

Demi Lovato

Em 2018, a cantora preocupou os fãs ao ser hospitalizada por causa de uma overdose. O incidente fez com que ela sofresse três acidentes vasculares cerebrais (AVC) e um ataque cardíaco.

Demi, que no passado sofreu de distúrbios alimentares, contou que começou a usar cocaína aos 17 anos. Quando iniciou seu processo de reabilitação, foi diagnosticada com transtorno bipolar.

Em um recente documentário sobre sua vida, a famosa diz que até hoje precisa lidar com as sequelas da overdose: "fiquei com danos cerebrais e ainda sinto os efeitos disso”.

Recuperada, hoje Demi usa as redes sociais para passar uma mensagem positiva, chamando a atenção do público para questões como saúde mental e autoestima e aconselhando que as pessoas busquem ajuda para problemas como os dela.

Príncipe Harry

No documentário que está produzindo sobre a própria vida, o Príncipe Harry falou de forma bastante honesta sobre problemas que teve com álcool e drogas no passado.

Em um trecho da obra, Harry fez um relato sobre sua vida entre os 28 e 32 anos, descrevendo essa fase como um pesadelo. “Eu estava disposto a beber, estava disposto a usar drogas, estava disposto a tentar e fazer as coisas que me faziam sentir menos o que eu estava sentindo”, revelou.

Durante a conversa, Harry disse que acredita que esses problemas foram desenvolvidos por causa do trauma que sofreu com a perda da mãe, a Princesa Diana, que morreu em 1997 um acidente de carro.

Anthony Hopkins

"O álcool quase me matou. Se eu não tivesse deixado a bebida, agora eu poderia estar enterrado em qualquer lugar", afirmou o ator que, há mais de 40 anos, se livrou do alcoolismo.

Anthony Hopkins revelou publicamente que começou a consumir bebida alcoólica desde muito jovem e que, durante 15 anos de sua vida, foi dependente da droga.

"Na juventude, parecia que a bebida me ajudava a me liberar, a me sentir mais livre e, portanto, a atuar melhor. Muitas pessoas na minha profissão pensam da mesma maneira. Estão erradas", confessou em entrevista.

Elton John

O cantor foi outro que começou a consumir drogas ainda na juventude e que sofreu muito para controlar sua dependência química.

Em 1975, por exemplo, Elton John quase morreu de overdose. Mas foi apenas no início dos anos 1990 que ele decidiu finalmente iniciar um tratamento completo de reabilitação.

Histórias de superação dos famosos

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse