Matheus Ribeiro, jornalista que estreará no JN, é aplaudido ao declarar-se ao namorado

por | out 10, 2019 | Comportamento

Os 50 anos do Jornal Nacional estão sendo comemorados com um rodízio entre os apresentadores das afiliadas da Globo em todo o Brasil. No dia 9 de novembro, o jornalista Matheus Ribeiro, apresentador da TV Anhanguera, em Goiás, assumirá a bancada.

Recentemente, ele postou uma foto em seu Instagram em que aparece com o namorado, o policial Yuri Piazzarollo, e o fato de um jornalista assumidamente gay assumir a bancada do maior telejornal do país virou notícia.

Matheus Ribeiro: jornalista estará na bancada do JN

O jornalista nasceu em Piracanjuba, no interior de Goiás, em 1993. Ele se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Goiás e, antes de chegar à Globo, foi repórter da Band em Goiânia.

Em 2014, ele passou a trabalhar na TV Anhanguera, afiliada da Globo — não demorou muito para ele estrear como apresentador do telejornal, o que aconteceu em 2015.

https://www.instagram.com/p/B3NnMkWhs6F/?lite=1

Ele também é um editores do noticiário e faz participações frequentes na GloboNews com notícias regionais.

Matheus é muito presente nas redes sociais, mas nunca havia comentado sobre sua orientação sexual, até que postou uma foto com seu namorado.

https://www.instagram.com/p/B3YRSvOhTEF/?lite=1

Na legenda, o jornalista escreveu: “Já não sei andar só pelos caminhos, Porque já não posso andar só”. O companheiro respondeu: “E nem precisa. Podemos ir juntos”.

Algumas pessoas escreveram comentários preconceituosos e ofensivos na foto do jornalista, afirmando que a relação não é “certa”.

https://www.instagram.com/p/B2DVQ_rh7Us/?lite=1

Apesar das mensagens de ódio, a maior parte dos comentários foi muito positiva e desejava muito amor para o casal. “Casal lindo, parabéns”, disse um seguidor.

Uma outra seguidora fez uma brincadeira: “Eu acho um absurdo ver dois homens lindos desses namorando um com o outro ,pq já não casam logo que é pra garantir um partidão desses!”

Famosos que assumiram a homossexualidade