Verme do coração pode ser fatal e é comum: saiba proteger seu bicho de estimação

por | jun 30, 2016 | Casa

Popularmente conhecida como doença do verme do coração, a dirofilariose tem se tornado bem comum entre cães e gatos de várias regiões do país, principalmente, em animais que vivem no litoral. Ela é transmitida por meio da picada de um mosquito contaminado pelas larvas do agente Dirofilaria immitis, que atingem a corrente sanguínea do animal e se hospedam no coração, onde passam a se reproduzir e causar muitos danos à saúde dos nossos melhores amigos.

Apesar dos sintomas, muitas vezes, demorarem meses para aparecer, o verme do coração pode ser fatal. Por isso, é importante ficar atenta aos sintomas e também combater focos de água parada: assim como o Aedes aegypti pode transmitir a dengue, chikungunya e zika vírus para nós humanos, ao picar os nossos pets, este mosquito pode transmitir a dirofilariose.

Verme do coração em cachorros e gatos

Transmissão

Através da picada do mosquito culicídeo, as larvas migram para o corpo do animal pela pele e musculatura, chegando aos vasos sanguíneos e, ao se instalarem em partes do coração, começam a se desenvolver até atingir a forma adulta, podendo alcançar mais de 30 centímetros de comprimento.

Sintomas

Os sintomas da doença podem variar de acordo com a quantidade de vermes presentes no corpo do seu bichinho. Em grande número, são capazes de obstruir os vasos sanguíneos e causar insuficiência cardíaca.

Consequentemente, o animal passa a apresentar tosse, falta de disposição para brincar, apatia e sangramento nasal. A infecção também pode se agravar e causar pneumonia, desmaios e até morte súbita.

Se você perceber qualquer um desses sinais no seu bichinho de estimação, leve-o imediatamente ao veterinário. Após a consulta clínica, ele irá realizar os exames específicos para identificar a doença e instruí-la sobre os próximos passos.

Tratamentos

Depois dos resultados dos exames, com o diagnóstico exato, o veterinário irá informar o melhor tipo de tratamento para o seu animal. Por ter chances de se tornar fatal, quanto mais cedo a doença for diagnosticada, melhores serão os resultados do tratamento, proporcionando mais qualidade de vida e longevidade ao seu pet.   

Prevenção

Vermicidas funcionam como ação preventiva para o seu melhor amigo, pois eles interrompem o ciclo de vida desses parasitas antes que este verme se instale no coração. Após consultar o veterinário, é ideal utilizar o vermicida regularmente, principalmente se você mora em regiões praianas.

Quando um animal se contamina com a doença após ser picado, por exemplo, torna-se fonte para outros mosquitos o picarem e transmitirem para outros animais. Por isso, para combater o verme do coração é fundamental reforçar os cuidados com a casa e com o quintal para acabar com a proliferação do Aedes aegypti e de outros mosquitos transmissores desta grave doença.

Para manter seu pet longe do verme do coração, aposte em Advocate, da Bayer. Ele previne a dirofilariose e protege o seu melhor amigo desse mal.