Estria, melasma, flacidez: como tratar problemas de pele que surgem na gravidez

por | jan 11, 2019 | Gravidez e bebês

Para a grande maioria das mulheres, a gravidez é um momento muito esperado, especial e considerado até mesmo mágico que, além de promover uma verdadeira mudança no comportamento e no humor, provoca ainda significativas alterações físicas, algumas delas indesejadas.

Estria, melasma e flacidez são apenas alguns dos problemas que atingem a pele da gestante durante e após a gravidez. Saiba quais são as condições mais comuns e os tratamentos indicados para cada uma:

Problemas de pele na gravidez

Estrias na gravidez

Medidas simples e caseiras podem ajudar a evitar estrias na gravidez, mas caso os cuidados básicos não tenham sido suficientes, a mulher ainda pode combater o problema após o parto, sempre com aval médico.

O ideal é que as estrias sejam tratadas o quanto antes, com aplicação de ácidos indicados pelo dermatologista, uso de lasers, entre outras terapias, de acordo com o tipo de marca e necessidade de cada mulher.

No caso de estrias nos seios, como a mulher ainda está em período de amamentação, determinados cosméticos podem comprometer o aleitamento e, portanto, devem ser evitados. Mas é possível fazer uso de hidratantes e óleos de banho que deixam a pele mais elástica e evitam que as fibras de tecido se rompam com o aumento dos seios.

Além de cosméticos, a mulher pode apostar em sutiã mais reforçado para dar mais sustentação, evitando desconfortos e minimizando a queda a longo prazo. Lembrando que é possível dormir com a peça, sem problemas.

Manchas de melasma na gravidez

O período gestacional provoca mudanças hormonais que resultam no aumento da produção de melanina, que é o pigmento responsável por dar cor à pele. Com essa alteração, o pigmento em excesso acaba deixando a pele escura na gravidez, explica a dermatologista Cintia Guedes Mendonça.

O melasma na gestação é resultado das mesmas alterações e costuma atingir mais o rosto, em manchas acastanhadas. Segundo a dermatologista Rossana Vasconcelos, as manchas geralmente melhoram após o parto, mas, se persistirem, podem ser amenizadas com tratamentos estéticos como uso de clareadores, peelings, laser e microagulhamento, por exemplo.

Acne durante a gravidez

A acne gestacional, ou seja, o surgimento das espinhas no rosto e no corpo das gestantes é resultado das oscilações hormonais normais que acontecem no período. De acordo com Priscila Cury, obstetra da maternidade Pro Matre Paulista, medicamentos e tratamentos para a acne que são muito conhecidos, como uso de Roacutan, cremes e pílulas com ácido e a radiofrequência são contraindicados durante a gestação.

Alguns procedimentos simples, no entanto, podem ser feitos no dia a dia para amenizar e até prevenir o problema. A médica indica, por exemplo, a higienização de pele duas vezes ao dia, evitar o uso de maquiagem e usar filtro solar oil free.

Varizes podem piorar na gravidez

Durante a gestação, a mulher pode notar aumento de varizes por causa, principalmente, do ganho de peso. Realizar atividades físicas regularmente, com supervisão de um profissional e aconselhamento médico, e controlar o peso com dietas indicadas por especialistas já ajudam a amenizar o problema.

Flacidez na barriga após a gravidez

O tratamento contra a flacidez após a gravidez pode depender da condição da mulher após o parto, mas procedimentos simples, como drenagem linfática e massagem modeladora, por exemplo, costumam ser liberados e podem evitar acúmulo de gordura, inchaço e flacidez.

Com o tempo, o problema ainda pode ser contornado com a prática de atividades físicas que, além de melhorar o aspecto da pele, favorece a perda de gordura na região e promove força e definição muscular.

Cuidados durante a gravidez