Problema de saúde sério fez Beyoncé ficar de repouso absoluto antes do parto dos gêmeos

por | ago 7, 2018 | Gravidez e bebês

Sempre muito discreta sobre sua vida pessoal, Beyoncé decidiu abrir um pouco de sua intimidade ao conceder uma entrevista exclusiva à revista Vogue americana.

Um ano depois do nascimento dos gêmeos Rumi e Sir, a cantora finalmente deu detalhes do período em que estava grávida e revelou ter passado por um grande susto já na reta final da gestação.

Gravidez de Beyoncé

Na reportagem, a esposa do rapper Jay-Z afirmou que tanto ela quanto os bebês estavam com a saúde em risco e, por isso, precisou passar por uma cesárea de emergência. Em seguida, mãe e filhos ainda tiveram de passar semanas na UTI neonatal da maternidade para terem os devidos cuidados após o parto.

Beyoncé contou ainda que estava pesando quase 100kg no dia em que deu à luz seus dois filhos e que precisou ficar em repouso absoluto no último mês de gravidez por conta de um problema sério, que atinge muitas gestantes no mundo todo: a toxemia.

O que é toxemia?

Embora o termo seja pouco utilizado atualmente, a toxemia gravídica nada mais é que outro nome dado à condição chamada de pré-eclâmpsia (ou doença hipertensiva específica da gravidez).

De acordo com Patrícia Gonçalves, médica obstetra e ginecologista, esta doença ocorre quando a mulher tem seu nível de pressão arterial aumentado durante a gestação, podendo sofrer com inchaços nos membros e proteinúria, que é a eliminação elevada de proteínas na urina.

Mais comum após a 20ª semana de gestação e também em mulheres que estão grávidas pela primeira vez, a toxemia não possui uma causa específica, mas Patrícia aponta que eventuais alterações imunológicas causadas pelos anticorpos placentários podem acabar desenvolvendo a hipertensão nas gestantes.

Riscos da pré-eclâmpsia

Shutterstock

A gravidade da pré-eclâmpsia está justamente na possibilidade de evolução da doença que, quando não é tratada adequadamente, pode virar uma eclampsia. Neste caso, a gestante pode sofrer com quadros de convulsão, insuficiência respiratória, renal ou hepática, hemorragias internas e, em casos mais graves, até a morte.

Já o feto pode ter uma restrição de crescimento, por conta do envelhecimento placentário, e o risco de prematuridade. Isso porque a doença provoca a diminuição do fluxo de sangue para a placenta, que é responsável pelo transporte de oxigênio e de nutrientes para o feto.

Por esta razão, muitas vezes, é necessário antecipar o parto e realizar uma cesárea de urgência na mulher, já que há riscos graves tanto para a mãe quanto para o bebê – exatamente como descreveu a cantora Beyoncé.

Cuidados na pré-eclâmpsia

Por se tratar de uma complicação grave, a pré-eclâmpsia pode trazer danos sérios à mãe e ao bebê e, portanto, exige muitos cuidados. Um deles, segundo a médica especialista, é o repouso absoluto, assim como fez Beyoncé.

“O repouso geralmente é indicado nessa situação para que não haja o aumento súbito e constante da pressão, podendo levar ao cume da doença, que é a eclampsia”, afirma.

Além disso, a paciente também deve procurar diminuir o nível de estresse no dia a dia e controlar a alimentação para que ela não tenha ganho de peso excessivo.

Outro ponto importante, de acordo com a médica, é a prevenção da doença, que deve ser feita com ajuda da realização de um bom pré-natal desde o início da gravidez.

Patrícia também adverte que, em caso de ganho de peso súbito ou inchaços principalmente nas mãos e no rosto, a gestante deve procurar imediatamente um médico para que seja feito um diagnóstico precoce e um tratamento adequado.

Problemas na gravidez