Dermatologista entrega segredo para melasma não aumentar ao ficar no sol

por | abr 3, 2019 | Beleza

As manchas escuras no rosto, conhecidas como melasmas, tendem a aumentar na estação quente por causa da exposição ao sol. Elas aparecem sobretudo no rosto, mas também podem surgir em outras áreas do corpo, como antebraços e pescoço.

Pessoas com a cútis mais escura estão mais propensas a desenvolver este distúrbio: isso acontece porque este problema atinge diretamente as células responsáveis pela pigmentação da pele, aumentando a concentração de melanina. Fatores como incidência solar, hormônios na gravidez e pílulas anticoncepcionais podem piorar ainda mais o quadro.

Dicas para o melasma não piorar

A dermatologista Bruna Rezende explica que o melasma piora bastante com o calor e a exposição excessiva ao sol. Por isso, nos dias quentes de verão, alguns cuidados são essenciais para não aumentar o tamanho e intensidade das manchas.

A médica ressalta que, em primeiro lugar, é preciso usar sempre filtro solar, reaplicando o produto durante o dia todo. Não tomar sol no rosto é outra dica valiosa, especialmente para quem sofre deste problema. Neste caso, utilizar chapéus de abas largas, óculos escuros e bonés ajudam bastante.

“Lembrando que melasma não tem cura, mas tem tratamento e prevenção. Esses cuidados são para evitar sua piora no verão”, afirma em post publicado nas redes sociais. “Os tratamentos para o melasma são feitos com peelings, laser e diversos tipos de ácidos. Converse com seu dermatologista para te indicar os cuidados e tratamento mais adequado”, finaliza.

Manchas na pele