null: nullpx
tecnología 5G-Mulher

Sinal 5G começa a funcionar em Brasília: SP, BH e POA são as próximas capitais da lista!

Nova tecnologia será acessível para todos, conforme nova infraestrutura a ser implementada nas capitais do país.
Publicado 5 Jul 2022 – 04:58 PM EDT | Atualizado 5 Jul 2022 – 04:58 PM EDT
Reações
Compartilhar
Tecnologia 5G chega em Brasília. Crédito: AndreyPopov / iStock

O sinal 5G começará a funcionar gradativamente em todo o território nacional a partir desta semana. A novidade, já confirmada pela Anatel, será implementada primeiro em Brasília nesta quarta (6), chegando a outras capitais, como São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre em datas ainda não confirmadas.

5G começa a funcionar no Brasil

A partir de 6 de julho, a rede 5G começará a ser implementada oficialmente no Brasil. A primeira capital a receber o sinal será Brasília, conforme informações do conselheiro e vice-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira, em declaração para a Agência Brasil.

A ativação do sinal 5G na capital federal aconteceu nesta segunda (4). As próximas capitais de ativação da tecnologia serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo, porém, ainda não há previsão de quando a implementação acontecerá.

Assim como outros sistemas de telefonia, o 5G depende de uma infraestrutura para funcionar corretamente nas cidades, que envolve instalação de fiação e equipamentos aptos para captação do sinal.

Ainda segundo informações da Agência Brasil, as capitais deveriam ter sido atendidas pela telefonia 5G até 31 de julho. Porém, por conta da escassez de chips e atrasos na produção e na importação de equipamentos eletrônicos em decorrência da pandemia, o prazo passou a ser de implementação até 29 de setembro.

5G não funcionava no Brasil?

Teoricamente, em algumas localidades do país, já era possível "encontrar" um sinal 5G. Isso acontece porque a rede 5G usa as mesmas frequências da 4G, apenas em velocidade maior. Por isso, considerando a estrutura 4G que está espalhada por todo o país, alguns usuários que tenham dispositivos compatíveis com essa tecnologia conseguem utilizar o 5G, mas não em seu potencial máximo.

Por isso, algumas pessoas podem perceber a captação do 5G em seus celulares. Entretanto, com a implementação oficial a ser efetivada pela Anatel em todo o território nacional, essa tecnologia poderá ser alcançada em mais dispositivos e com infraestrutura apta a elevar sua conectividade.

A distribuição de decodificadores da Banda Ku (tecnologia responsável pelo funcionamento do sinal 5G) substituirá as antenas parabólicas, que só operam a Banda C correspondente à frequência 4G e versões anteriores.

Qual a diferença do 4G para o 5G?


A internet de quinta geração tem disponibilidade limitada no Brasil, mas já é utilizada em outros locais do mundo, apresentando muitos benefícios no cotidiano — especialmente para usuários ativos de dispositivos móveis, como smartphones, relógios digitais e mais.

Conforme informações do G1, a grande vantagem oferecida pela tecnologia 5G é o aumento de velocidade. A frequência é 100 vezes mais rápida que o 4G, alcançando velocidades entre 1 e 10 Gbps. Na prática, um usuário poderá ter tempo de resposta quase instantâneo em downloads e fará uma navegação mais rápida em aplicativos de streaming ou exibição de vídeos on-line.

Outro benefício é a redução da latência, o tempo mínimo de resposta entre um aparelho e os servidores de internet para funcionamento de atividades on-line. Esse fator é responsável pelo atraso de alguns segundos em ligações de vídeo, por exemplo — um problema conhecido como "delay". Com menos atraso nessa transmissão e resposta de dados, tecnologias como telemedicina e até o funcionamento de carros automáticos poderão ser aprimoradas no Brasil.

Tecnologia

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse