null: nullpx
inteligência emocional-Mulher

3 técnicas para se distrair e driblar um acesso de raiva: até o número do celular pode ajudar!

Especialista ensina como se acalmar para conseguir enxergar melhor um problema e tomar a melhor atitude.
Publicado 26 Abr 2022 – 04:42 PM EDT | Atualizado 26 Abr 2022 – 04:42 PM EDT
Reações
Compartilhar
Mulher segurando a raiva Crédito: takasuu/iStock

Quem nunca falou algo em uma briga e depois se arrependeu? Embora o ato de controlar as próprias emoções seja visto como digno de alguém com maturidade, é fácil se deixar levar diante da raiva.

O processo, conhecido como sequestro mental, não dá lugar à racionalidade, potencializando a tendência à falas ou atitudes imprudentes. Contudo, praticar o que a psicologia chama de inteligência emocional pode te ajudar a passar longe de ser refém de si mesmo durante discussões ou momentos de ódio.

Aprenda a distrair sua raiva

A raiva e impaciência são reações naturais dos seres humanos e, segundo Madalena Feliciano, especialista em desevolvimento comportamental, podem até ser intensificadas por fatores fisiológicos.

“Muitas vezes estamos sofrendo com acúmulo de estresse, ansiedade, noites mal dormidas e diversas outras situações que causam um certo tipo de desequilíbrio emocional", explica.

Vivenciar a raiva de alguém ou algo é natural e saudável, mas não saber controlá-la pode gerar prejuízos a você e outras pessoas. Ao reconhecer o que seu corpo sente, a possibilidade de se acalmar é maior. Confira abaixo alguns métodos de distração.

1. Concentrar e contar até dez

Enquanto respira fundo, conte lentamente até dez ou, se o sentimento for excessivo, até 100. Sua pressão arterial e cardíaca voltarão ao normal, diminuindo a excitação do corpo.

2. Lembrar os nomes dos "Sete Anões"

A principal orientação do conceito de inteligência emocional é desviar o foco da situação que te irrita, reduzir a intensidade emocional e resolver a questão em um momento de calma e sensatez.

Sendo assim, concentre-se em lembrar os nomes dos principais personagens de "A Branca De Neve".

O tempo deve ser razoável para a tomada de consciência dos seus sentimentos, com uma oportunidade da reavaliação cognitiva do contexto.

3. Pensar no número do seu telefone de trás para frente

Visualizar mentalmente o seu telefone ao contrário leva alguns minutos, e é mais uma estratégia para manter distância da situação que te causa raiva e reavaliar a reação que você teria baseada apenas em emoções.

Afinal, de acordo com Madalena, o cérebro passa por uma etapa de planejamento entre a emoção sentida e a expressão.

"A amígdala é uma estrutura que analisa o estímulo e prepara o corpo para reagir. Embora em grande parte isso se dê de forma inconsciente, ela também manda informações para o córtex pré-frontal, região do cérebro responsável pelo autocontrole", afirma.

Comportamento

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse