null: nullpx
assédio-Mulher

Razões comuns (e tristes!) impediram atriz de Hollywood de denunciar estupro

Publicado 3 Mai 2017 – 06:30 AM EDT | Atualizado 16 Mar 2018 – 10:16 AM EDT
Reações
Compartilhar

No dia 11 de abril, a atriz Abigail Breslin, a estrela de “Pequena Miss Sunshine” (2006), hoje com 20 anos, revelou publicamente ter sido estuprada por um ex-namorado. "Eu conhecia meu agressor. Você não é obrigada a ter relações sexuais com alguém que você esteja em um relacionamento. Namoro não é consentimento, casamento não é consentimento”, publicou na sua conta pessoal do Instagram, seguida por hashtags como "mês de conscientização do abuso sexual" e "quebrem o silêncio".

Revelação foi adiada por medo

Conhecida por sua memorável interpretação em “Pequena Miss Sunshine”, a atriz Abigail Breslin cresceu e é uma jovem mulher atraente. Há poucos dias, ela decidiu revelar em um post pessoal, objetivo e direto que foi vítima do estupro de um ex-namorado e não teve coragem de denunciá-lo.

"Eu não denunciei meu estupro. Não denunciei por várias razões. Primeiro, eu estava em completo choque e negando tudo. Não queria me ver como 'vítima', então eu reprimi isso e fingi que o estupro não tinha ocorrido", escreveu a atriz no seu Instagram.

"Segundo, eu estava em um relacionamento com meu estuprador e tinha medo de não ser acreditada. Eu também tinha medo de que, se minha denúncia não chegasse a algum lugar, ele descobriria e me machucaria mais ainda", acrescentou Abigail.

"Terceiro, eu sabia o quanto minha família e amigos ficariam machucados ao descobrir e não queria colocá-los nessa situação. Fui diagnosticada com transtorno pós-traumático há um ano e meio. Melhorei muito deste então, mas não vou fingir que não é algo que eu não lute contra. Ainda tenho flashbacks, ainda tenho pesadelos, ainda dou um pulo quando alguém me toca de surpresa, mesmo se é um amigo me tocando no ombro", afirmou a atriz.

Abigabil ainda acrescenta: "Dizer que os estupros denunciados são os únicos que contam é contribuir para a ideologia de que sobreviventes de estupros não denunciados pouco importam. É injusto, falso e não ajuda. É como ficar com o olho roxo após levar um soco, mas não ter realmente um olho roxo só porque você não fez a denúncia para a polícia. Estupros não reportados contam. Estupros reportados contam. Fim da história".

Temática feminina

Reações
Compartilhar

Mais conteúdo de interesse