Marido de Susana também foi jornalista da Globo: Maurício faleceu quando filha tinha 8 anos

por | out 26, 2022 | Comportamento

Muito querida tanto por colegas quanto pelo público, Susana Naspolini cativava especialmente pela forma inusitada e alegre de trabalhar, e o que muita gente não sabe é que a repórter era viúva de alguém muito parecido com ela neste sentido. Em 2010, durante um de seus primeiros trabalhos, Susana conheceu Maurício Torres – que, além de compartilhar a profissão dela, também compartilhava o comportamento cativante.

Susana Naspolini era viúva de repórter da Globo

Em 2001, quando Susana Naspolini estava no início de sua carreira como jornalista, ela conheceu Maurício Torres, também repórter. Na época, ele trabalhava na Rede Globo há alguns anos, e foi inclusive quem indicou a amada para uma vaga como repórter temporária na GloboNews em 2002. Desde que se conheceram, eles nunca se separaram – e, em 2006, o amor dos dois trouxe ao mundo Júlia, única filha do casal.

Maurício Torres foi jornalista tanto na Rede Globo quanto na Record TV
Reprodução/Rede Globo

Também jornalista, Maurício começou sua carreira no sistema Globo de rádio, atuando como apresentador e narrador esportivo. Pouco tempo depois, em 1996, ele migrou para a televisão, e se tornou o responsável por apresentar o bloco esportivo do “Bom Dia Brasi”. Nesta função, em que permaneceu por nove anos, ele narrou uma série de jogos históricos e chegou inclusive a apresentar os Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004.

Discretos, ele e Susana não costumavam falar muito um do outro de forma pública, mas, pela intensidade com que eram amados por colegas de trabalho, fica claro que eram bastante parecidos. Assim como a repórter, cuja morte parou a Rede Globo em meio a homenagens e muita emoção, Maurício também era claramente querido – algo evidenciado em sua partida, em 2014.

Maurício e Susana se conheceram em 2001 e ficaram juntos até 2014
Reprodução/Rede Globo

Em 31 de maio desse ano, Maurício morreu devido a complicações de uma infecção pulmonar. Na época, ele já havia deixado a Rede Globo e atuava como apresentador do “Esporte Fantástico” na Record TV, mas, mesmo fora da emissora, o repórter recebeu uma linda homenagem veiculada no canal em que começou sua carreira. Nela, colegas e grandes nomes do mundo esportivo, como Fernando Scherer (o Xuxa), se mostraram emocionados com a partida de Maurício.

Quando o jornalista morreu, Susana passou a criar sozinha a filha dos dois – que, na época, tinha apenas oito anos. Sempre corajosa, a jornalista viveu este e mais inúmeros momentos difíceis com graça e garra – e, apesar de durona, falar do marido era algo que a emocionava mesmo anos depois.

Em uma publicação do Instituto Nacional do Câncer (Inca), por exemplo, Susana fez um relato corajoso sobre sua experiência com o câncer, doença que, ao todo, acometeu a repórter cinco vezes e a levou, na última, à morte. Em meio à entrevista, no entanto, ela foi questionada sobre o marido – e, de forma doce, relembrou o pouco tempo que passou ao lado dele.

“Nós falávamos sempre aquelas coisas de casal apaixonado, de envelhecer juntos. Nunca pensei que eu poderia ir antes dele, por conta de já ter tido câncer. Ele foi sem esperar. A gente nunca pensa que vai morrer”, pontuou ela na publicação.

Susana Naspolini: história inspiradora e mais