Lipoaspiração

por | jun 30, 2016 | Beleza

É comum encontrar pessoas que pensam em fazer uma lipoaspiração com o objetivo de perder peso. Mas a cirurgia não é um método de emagrecimento, e sim um um procedimento destinado a remover apenas gorduras localizadas, como as que se encontram debaixo dos braços, nos quadris e na região abdominal. “É o tipo de gordura que dificilmente pode ser eliminado, mesmo com o auxílio de exercícios físicos e de uma nova dieta“, afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada.

Leia também:

Lipoaspiração reduz gorduras localizadas, mas pode trazer sérios riscos

Tire todas as suas dúvidas sobre as cirurgias de redução de medidas

Verdades e mentiras da cirurgia plástica

Ele explica que há um limite de gordura que pode ser retirado. De acordo com as normas do Conselho Federal de Medicina, não se pode passar de 7% do peso corporal do paciente na lipoaspiração úmida e 5% de retirada de gordura na lipoescultura a seco. “É importante entender que se trata de uma cirurgia de acerto de contornos e não deve ser encarada como um método para emagrecer”, afirma.

Apesar dos avanços técnicos, os efeitos da cirurgia não são imediatos. O pós-operatório é dolorido e necessita de cuidados. “Embora cada mulher reaja de modo diferente à dor, todas as ex-operadas declaram que sentiram dor. A sensação fica mais perceptível no dia seguinte, quando o efeito da anestesia passa. Por isso os cirurgiões costumam indicar analgésicos durante o período”, diz. O desaparecimento do inchaço e a reacomodação da pele podem demorar cerca de 30 dias. E o resultado definitivo só é percebido após seis meses e, em alguns casos, até um ano. “A região  lipoaspirada melhora o contorno corporal e, se houver um aumento de peso pequeno ou moderado, não ocorrerá perda do resultado. Por outro lado, se a paciente ganhar muito peso, as células de gordura restantes começam a armazenar os excessos”, diz.

Outro ponto esclarecido pelo médico é que, ao contrário do que muitos pensam, a lipoaspiração não elimina a flacidez da pele que sobrou. “Exatamente por isso o procedimento deve ser realizado em pacientes que apresentem pele elástica e gordura localizada. Só nessas circunstâncias, após a retirada de gordura, a pele se retrai e se acomoda na região”, destaca.

Antes de optar pela lipo, é importante saber se o médico é especialista. Para isso, basta consultar o site oficial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que oferece informações sobre os profissionais da área.

A alimentação também pode ser aliada na hora de secar a barriguinha. Veja a receita de alguns sucos antibarriga: